terça-feira, junho 18, 2013

Aquele momento em que precisamos de uma boa notícia...

...e há um colega que está a ler o site da bola e nos envia isto.

É verdade meninas, parece que o Sr. 300 está novamente solteiro :)

Image and video hosting by TinyPic

PS: é sempre bom saber que se lembram de nós nestes momentos, não é?

segunda-feira, junho 17, 2013

Blur


Decorria o ano de 1994, quando "The Great Escape" saiu pela altura do natal. A mana ofereceu. Acho que o livrinho com os lyrics foi o mais lido e é o que está mais amassado de todos os CDs que tive.

E claro com isto veio a paixão pelo Damon Albarn, eu achava-o super giro e fofinho e ainda por cima ele tinha um brinco na orelha esquerda... uau. Ai, ai é tão bom ter 12 anos, não é?

Os anos passaram e acabei por nunca os ver ao vivo. No natal do ano passado recebi outra prenda fantástica: um bilhete para ir ver os Blur ao vivo no Primavera Sound no Porto, dia 31 de maio de 2013. Woooooooooooow.

E lá fui eu e a Délinha (a aturar-me), tenho a dizer que o festival em si tem um espaço fantástico, mesmo muito espaço e sítios para sentar, puffs, baloiços e até deu para riscar coisas da lista dos nuncas como:

- Eu nunca tinha recebido uma massagem nos pés com umas all star calçadas de um irlandês (*).

E à 1h30 da manhã os rapazes subiram ao palco, e foi: AWESOMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE. Diverti-me imenso, só não conhecia uma música das que tocaram, deu para ouvir o Damon a cantar "I need love, love, love" e "I sleep alone", deu para agitar o braço no ar a dizer "estou aqui, eu, eu" (mas não compreendo porquê ele não me ouviu) deu para pular, cantar e dizer até já (conto sinceramente que com a crise cá voltem para fazer dinheiro).

Quando chegou "The Universal", para mim foi "o momento", só foi mesmo pena a máquina ter ficado sem bateria a meio da música, humf.

E foi mais outro concerto a entrar para o top 10 :D

 --

(*) Não que tal item constasse na lista, mas foi engraçado na mesma.

domingo, junho 16, 2013

Gogol Bordello

Image and video hosting by TinyPic Já há uns anos que os queria ver ao vivo e quando soube que este ano vinham à queima das fitas de Coimbra, eu não poderia perder tal acontecimento.

E tenho a dizer que... entrou para o top 10 dos melhores concertos da minha vida (sim refaço a lista a cada concerto que vou).

Diverti-me imenso, confesso que não estava à espera que fosse pular tanto, mas foi mesmo "show de bola" (o facto de estarem mais duas pessoas em palco a cantar e a puxar pelo pessoal também ajudou muito)

Apesar de por vezes não perceber metade do que Eugene Hütz cantava, cantei quando sabia, inventei quando não sabia e sempre com um sorriso na cara.

Foi dos melhores concertos da Queima das Fitas ever (e eu vi muitos) e também foi giro ver os estudantes todos a pular e a dançar em qualquer parte do recinto em que dava para ouvir a música.

Resumindo, o senhor até nos podia estar a chamar nomes feios, mas pelo menos soube animar o pessoal.

No próximo estou lá batida novamente.

Interrupção

Aviso à comunidade (depois de uma longa ausência):

Kris está de volta.

Como eu costumo dizer, (e acho que já escrevi isso aqui no tasco) dois sinais que a minha vida está um caos:

1) não escrevo no blog;
2) não pinto as unhas (não há tempo nem vagar, desconfio sempre de pessoas que dizem que andam muito ocupadas e que não têm tempo, mas depois têm as unhas impec e o cabelo pintado).

Por isso, agora que voltei a ter tempo para estar parada em frente ao sofá à espera que o verniz seque... vou contar o que se passou nas últimas semanas.