sábado, dezembro 29, 2012

New achievement unlocked

Costumo dizer que um sinal que a minha vida está caótica é que:

(1) Não escrevo posts no blog (checked)
(2) Não pinto as unhas (checked) (tarefa que só faço quando tenho mesmo imenso tempo livre, e quando ouço as pessoas a queixarem-se que não têm tempo e não dormem e depois têm as unhas impec, desconfio sempre)

Hoje apercebi-me das duas realidades acima, estou a tratar da primeira, a outra virá. A última semana de trabalho do ano foi complicada, mas hoje consegui atingir um novo feito: conduzir em Lisboa sem GPS (e sozinha), perdi-me, a técnica de "ir em frente e esperar que haja uma placa" não resultou, quando quando comecei a reconhecer sítios e segui esse caminho, e depois encontrei aquela placa a dizer "A1 Norte".... ohhh happy days.

Cada vez adoro mais a placa, lalalalalalal




segunda-feira, dezembro 17, 2012

A melhor aula de Power Jump... ever

Ontem foi dia de maratona de Power Jump no Phive, quase 2h de saltos.

Foi engraçado revisitar coreografias antigas, curioso como ainda me lembrava de algumas e principalmente que canções que não ouvia há anos, mas o melhor mesmo de tudo, foi o facto de a minha música preferida de sempre do Power Jump estar lá algures no meio da aula: Higher Love dos 89ers.

Epic!

domingo, dezembro 16, 2012

Geek sofre

Image and video hosting by TinyPic

(Algures num consultório, numa consulta de alergologia)

Depois de imensas perguntas sobre casa, quarto, pó, ácaros e companhia...

Médica: "E cães e gatos, tem em casa?"
Kris: "Não, eu tenho medo de tudo quanto é bicho"
Médica: "ahhhh vê-se mesmo que é informática"


Errrr, tradução, please? Não percebi, mas não fiquei ofendida, da próxima vez vou pedir para me testarem as alergias aos bichos, que os donos perceberem muito mais um pessoa que te alergia do que uma que tem medo.

sábado, dezembro 08, 2012

Coisas que nunca imaginei #1

Image and video hosting by TinyPic

Ir a um funeral e ouvir o pastor a citar o Steve Jobs...

Anna Karenina

Image and video hosting by TinyPic

Há quase dois anos que não ia a uma ante estreia. Quarta feira foi o dia.

Anna Karenina foi o filme, adormeci antes do intervalo, pois claro, depois de na véspera ter visto o Could Atlas e de ter bebido café para não dormir, horas depois de ver o filme, estava a Kris cheia de pica e dormir que era bom nada, humf.

A realização do filme está espetacular, adorei a maneira como o filme foi filmado, como se tudo se passasse dentro de uma sala de teatro e desse ponto de vista recomendo, de resto, a história é paradita, mas isso já se esperava.

Disseram que aumentaram as mamocas da Keira Knightley por CGI, não sei, se houve pele à mostra, foi naquela altura que eu adormeci...

Quem está à espera de ver o Jude Law, melhor baixar as expetativas: o senhor está feio. Ponto.

Fico à espera da próxima (senhores que fazem ante estreias, não se esqueçam de Coimbra tanta vez, OK?)

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Cloud Atlas

Image and video hosting by TinyPic


O filme acabou e algo de estranho se passou: ninguém se mexeu. Não porque tivéssemos ficado pasmados com o final, pois já era esperado desde o início do filme, mas sim porque (falo com mim em nome de toda a gente) depois de tanta história, quando chega o final e... not enough!

A mensagem que o filme passa é interessante, mas acho que 3h é demasiado tempo para passar essa mensagem (de referir que o filme durou 3h e eu não adormeci, viva o café. Desconfio que agora também não vou conseguir adormecer, mas isso são pormenores).

Depois do trailer, pensava que ia ficar amazed com o filme, e amanhã até posso ter outra opinião, mas comparando com o último filme que vi (Argo), mexeu muito mais comigo do que este. Mas mesmo assim, fiquei curiosa para saber como estará escrito o livro.

E agora é esperar só mais uma semana pelo filme mais aguardado do ano: The Hobbit, expetativas estão em alta.

segunda-feira, dezembro 03, 2012

5 anos depois...

Image and video hosting by TinyPic

... voltei a fazer uma aula de Body Balance. Porque não só as pessoas que merecem uma segunda oportunidade, hoje decidi dar uma segunda oportunidade ao Balance e... fiquei fã.

Confesso que pensava que ia ser muito mais dificil, mas acho que nem me safei mal de todo, só a parte de ficar com as mãos no chão e os pés no ar, é que como diria a minha mãe "'tá quieto ó mau", mas hei-de conseguir.

Mau, mau, foi eu que ando na minha fase dos ataques de tosse (há quem tenha sinusite, há quem tenha asma, eu tenho ataques de tosse sazonais), querer tossir naquela parte em que está tudo a relaxar de papo para o ar e muito zen e a música a condizer com o ambiente, e a Kris a querer tossir e fazer barulho.

A próxima corre melhor, até lá, vou treinar a cena de ficar só com as mãos no chão :)

domingo, dezembro 02, 2012

Os conselhos da mãe - take 24

Image and video hosting by TinyPic

Fixar sempre o número da caixa do hipermercado em que se paga, porque 363 dias depois de termos feito uma compra (neste caso uma máquina de café) e termos perdido a fatura, se quisermos enviar o eletrodoméstico avariado para a marca e formos ao atendimento ao cliente, pedir uma cópia do talão, o senhor do hipermercado vai-nos fazer perguntas como:

"Lembra-se em que caixa é que pagou?"

Errr, só se tinham passado 363 dias, é claro que eu me lembrava em que caixa paguei (só há 50 caixas diferentes), e o que comi ao almoço e o que trazia vestido, alguém que não aponte essas coisas?

"E sabe se pagou com multibanco ou em dinheiro?"

Pronto, vá esta era fácil, não costumo trazer propriamente no bolso dinheiro para comprar uma máquina de café, mas depois veio a próxima:

"E pagou com o seu multibanco?"

Aqui tive que responder à letra "eu não costumo andar com o cartão multibanco das outras pessoas"...

"Como é que se chama?"

Disse o primeiro e o último nome (o que estava nos dados do cartão) e ele pergunta de volta:

"Engenheira?"

"Sim, é o meu primeiro nome, Cristina é o segundo".

E de repente chega uma  amiga ao pé de mim e diz "não sabes a cena estranha que acabou de me acontecer" e eu pensei "eu sei, um senhor acabou de te perguntar, quase um ano depois, em que caixa é que pagaste uma compra".

E neste momento eu intrigo-me, porque no fundo até compreendo o rapaz, e pergunto: quem é que desenvolve softwares, onde se alguém quer pesquisar um talão tem que consultar todas as vendas efetuadas caixa a caixa, até encontrar a correta?