sexta-feira, junho 08, 2012

Viagem a Budapeste - parte 1

O sentimento que retrata o quanto eu gostei de um novo sitio que visitei, para mim, é a vontade em regressar, a pena que ficou por não termos visitado alguns locais e neste caso... não aconteceu.

Budapeste era uma cidade que tinha muita curiosidade em conhecer, alguns chamam-se  "Paris de Leste", não conheço as outras cidades de leste, mas Paris... só há uma. Budapeste em comum tem um rio e pontes.

Recomendo para um fim-de-semana mas tirando isso, não há muito para ver e o tempo transforma-se em tédio ainda assim, gostei da viagem e vivi experiências fantásticas.

Uma das coisas que tinha lido era que no TOP 10 das coisas em fazer em Budapeste a primeira era ir à Ópera. ADOREI! Adoro ópera, infelizmente não assisto a mais porque não há mais para assistir. Mas depois de não ter conseguido comprar bilhetes pela net e ter que ir duas vezes ao local para comprar bilhetes lá consegui ir ver Madama Butterfly. 

Sendo que gosto de me arranjar, foi a ocasião perfeita para estrear um dos vestidos pretos e a cereja no topo do bolo veio em forma de flute de campanhe no intervalo dos actos, os bilhetes são extremamente acessíveis (comprando com Portugal) e para mim foi das melhores experiências que já vivi em viagens, se calhar foi pena ter sido no inicio da viagem e depois tudo o resto soube a pouco, humf.

Ficam as fotos.

Dia 1 foi dia de reconhecimento pela cidade e que terminou na Ópera.

- Os marcos do correio por lá eram assim:


- Quem ia ali dentro devia ter uma vista porreira:


- E almoçar à beira do Danubio? Comi o melhor arroz doce da minha vida.


- Alguém achou que a rapariga estava a precisar de roupa:


- Coisas que se conseguem ler: sinagoga e basílica:


- O meio de transporte que mais me arrepia: funicular. Terei coragem de andar naquilo?
- A ida à Ópera:


- Lá dentro:


Dia 2: compras, infelizmente não há grande coisa para comprar em Budapeste tirando recuerdos.

- Paragem obrigatória em qualquer viagem:


- O mercado central:

 -... onde lá dentro só se vende paprika, fruta, carne, paprika, carne, paprika, recuerdos para turistas, paprika... licor


- Outra coisa que se vende por toda a cidade é este licor muito famoso:

Image and video hosting by TinyPic

Fiquei sempre na esperança de entrar numa loja e terem licor para os turistas provarem mas não... depois de comprar uma garrafa e provar percebi porque: se dessem a provar ninguém o comprava! Coisa forte e horrível, grrrrrrrrrrrrrr.

- Achei piada, o rapaz trepou para ali, estava a ouvir música e a fumar um cigarro: sitio perfeito.


- A foto à Kris:


- Rock Church, alguém imagina uma igreja dentro de uma gruta e ainda por cima com uma Nossa Sra de Fátima lá dentro?


- Encontrei o homem que, segundo o David Fonseca, não parava de chorar ao som das músicas da Adele e que nos deu semanas e semanas de chuva:


- A basílica de S. Estevão, onde à entrada pediam 200 florins ou 1€, alguém diz aos senhores que 1€ são 300 florins?  (deixei lá 20 cent), foi das igrejas mais impressionantes onde já entrei e saber que a cidade ficou devastada há umas décadas pela guerra, fez-me apreciar mais algumas coisas.


Continua...

0 comentários: