quinta-feira, setembro 29, 2011

Midnight in Paris




Há coisas estranhas e uma delas é sem dúvida entrar numa sala de cinema cheia, num filme do Woody Allen, sem ser na semana da estreia ou na seguinte.

O trailer tinha-me deixado super curiosa e deixou-me intrigada se a fonte de mistério se iria saber logo ou só no final do filme...

O inicio do filme da para matar saudades da cidade das luzes e reviver viagens e sonhar com novas, Paris tem mesmo, mesmo, mesmo um efeito especial.

Gostei do filme, vê-se bem, não imaginava o Owen Wilson a fazer um filme do Woody Allen, mas o papel assenta que nem uma luva... e o Adrian Brody... fiquei o filme todo à espera dele e quando ele apareceu.... me he quedado... completamente derretida, ainda por cima a interpretar um dos meus pintores preferidos de todos os tempos.

Bem, escusado será dizer que dormi durante quase toda a segunda parte... mas realmente, mesmo adormecendo continuo a gostar de ir ao cinema... é masoquismo que se chama não é?

Gostei e quero voltar a rever, da próxima vez pode ser que só durma durante a primeira parte.

quarta-feira, setembro 28, 2011

A primeira aula de CXWORX™




Já tinha falado anteriormente que estava curiosa por experimentar a nova modalidade do LesMills: CXWORX™ (que era CX30 mas trocou de nome).

Hoje foi o dia. O que dizem na teoria? 30 minutos só de core, trabalha o tronco, os músculos à volta da coluna, postura, blablbla.

Na prática? São 6 faixas em que foi sentir os gémeos a doer, os quadriceps, ombros, abdominal (nem se fala, ia a metade da música do aquecimento e já doía), sentir músculos das costas a queixarem-se...

São 30 minutos intensos que passam super rápido e apesar de não ter feito mais nenhuma aula, compensou ir ao ginásio, todos os exercícios têm opções e em alguns fiz o modo mais fácil, é uma questão de gestão de esforço... mas valeu a pena. Fiquei fã :)

Six pack welcome back, ou então em alemão: willkommen!


domingo, setembro 25, 2011

A tralheira

O que nos torna humanos?

Quando vamos a casa de alguém pela primeira vez, é comum em muitos sítios "mostrar-se a casa" às visitas, estas são meticulosamente acompanhadas num tour onde são exibidos os cantos da casa, onde se colocam defeitos no construtor, na qualidade do chão (coisas que nós não iríamos reparar, mas pronto, querem dizer, podem dizer à vontade), entre outros.

O "não reparares na desarrumação" é um hábito, acho que até eu às vezes digo isso por dizer, ou então é porque sou mesmo desarrumada, mas há pessoas que não têm um grão de pó fora do sítio e que nos levam a pensar "qual desarrumação, desarrumada está a minha casa".

No entanto existe uma parte da casa, onde de facto a desarrumação reina. Tenho uma amiga que lhe chama "A Tralheira". A Tralheira é aquela divisão da casa que tem a roupa por passar, sacos por arrumar, roupa passada a ferro por arrumar, coisas que não conseguimos encaixar em mais lado nenhum e simplesmente atiramos para lá.

Ora, é precisamente A Tralheira que nos torna humanos, e quando visito uma casa nova, fico à espera de a visitar, para que me possa sentir normal, para saber que há pessoas que também têm roupa por passar, divisões desarrumadas, coisas que não encaixam em mais lado nenhum... O grande problema é quando A Tralheira é o quarto de hóspedes e vamos ter hóspedes em casa...

Deixo aqui um apelo, a todas as pessoas que tem a casa toda meticulosamente arrumada, não falçam inveja às outras, 'tá? Pelo menos tranquem uma porta q digam que está tão desarrumado que não podem mostrar. Só para nós "pessoas normais" nos sentirmos melhor, 'tá?

quinta-feira, setembro 22, 2011

Primeira semana de aulas




O primeiro dia de aulas do cursinho de Alemão:

O Pré-aula:

A confusão inicial: encontrar a sala, no horário só tinha o piso, andar a perguntar a outras pessoas onde seria a aula, enfim, a bela organização tuga... no meio de tudo isto... trataram-me por você! Um escândalo!

A Aula:

O prof entrou de rompante a falar em alemão, a cumprimentar as pessoas e a apresentar-se, no inicio pensei "ohhh não, não vou perceber nada" mas depois começou a falar em Português.

Falamos de geografia, de história, de futebol (ohhh YEAH), de política.

Isto tudo no meio de muitas piadas e um ambiente super relaxado, ainda deu tempo para aprender asneiras em alemão...

Adorei a aula :)

E na segunda aula? Bem na segunda aula tenho a dizer que... passei a ser a Frau Coelho. Lol.

PS: Ahhh e para os meninos tenho a dizer que a turma está cheia de gajas giras :)

segunda-feira, setembro 19, 2011

O curso de Alemão




Um dos objectivos que tinha fixado para 2011 era tirar um curso, só não sabia era de que tipo, nem de quê. A escolha recaiu no Alemão.

O livro está comprado, logo na primeira página não dá muita vontade de começar e já sei as dificuldades que vou ter a pronunciar certos sons, mas não deixo de estar curiosa. Aquela ansiedade normal antes da primeira aula está presente: conhecer novos colegas, "será que o prof é fixe?", como será o ambiente ambiente, o prazer de estrear um caderno...

Setembro é mês de regresso às aulas e amanhã começo a escolinha :)

quinta-feira, setembro 15, 2011

The bike

Já me tinha esquecido de como é bom andar de mota (principalmente em hora de ponta): "furar" entre os carros, passar à frente de imensa gente, arranjar estacionamento em frente do sítio onde quero ir, chegar ao trabalho de capacete na mão, ouvir "hoje vieste de mota?" (ninguém pergunta "hoje vieste de carro/autocarro/a pé?"), "tens um capacete tão giro" (escusado será dizer que me babo neste momento), ter o ar cool de andar num sítio com o capacete a proteger o cotovelo.

Claro que depois há: deixar a mota ao sol e quando me sento até pulo com a temperatura do banco, não confiar tanto nos travões da mota como confio nos do carro e o factor tempo, infelizmente não dá para andar o ano todo... mas mesmo assim é...

AWESOME!!!

I just love my bike :D

quarta-feira, setembro 14, 2011

A barraca discreta



A coisa mais fantástica de dar uma barraca, é dar uma barraca e ninguém se aperceber. Estava a Kris de férias, na varanda do apartamento em frente a praia, descansada da vida de gilette na mão. E eis que diz a Té:

Té: "Tu estás aqui a fazer isto? E se te veem?"

Kris: "Who cares? Ninguém me conhece"

Té: "Olha estão uns rapazes lá em baixo a olhar para ti, não serão os teus colegas"

"Naaa", digo eu sem levantar a cabeça, mas depois levanto... e afinal eram mesmo. Sorte, sorte foi que eles não viram o que estava a fazer.

Ufa!

terça-feira, setembro 06, 2011

Como cortar cebola sem chorar

 
Se há coisa que aprecio é um teste estúpido ou um desafio idiota e quando me disseram: "se tiveres a boca cheia de água enquanto estás a cortar cebola, não choras" eu tinha de correr o teste.

Como uma boa tester tenho a dizer que... já corri o teste 3x e está tudo a PASSED! Maravilha. Nem uma lagriminha no canto do olho.

Experimentem :)

quinta-feira, setembro 01, 2011

Os conselhos da Mãe - take 17

 

Depois não digam que a Mãe não ajuda na temática "O que é que as mulheres querem"...