quarta-feira, junho 29, 2011

Transformers: Dark of The Moon




1º) O filme começa e a história nunca mais desenvolve;
2º) Quando começa a desenvolver o Sam nunca mais vai ter com os autobots;
3º) Quando começa a ficar parado eu adormeci uns 10 minutitos;
4º) Quando chegam os maus as lutas nunca mais terminam;
5º) Depois de tanta luta e fugida o Megatron nunca mais luta com o Optimus Prime;

e para terminar:

É a terceira vez que o Optimus Prime luta com o Megatron e dá cabo dele e o gajo ressuscita, já arranjavam outra história, né?



É necessário dizer que não achei piada? Humf.

Afinal ainda há cavalheiros por aí



E eu a pensar que já bastava acordar de manhã e encontrar uma invasão de formigas na cozinha, mas não, a manhã iria ficar muito mais interessante.

Foi só pegar na mota, chegar à porta do trabalho e eis que... a mota vai abaixo e já não pegou mais. Após várias tentativas, surge um antigo professor da faculdade para ajudar (não bastava já a minha vergonha) "deve ser um problema no carburador". Como se o facto de a mota não pegar não bastasse, estava com a mota na estrada numa subida. A mota que "só" tem 127 kg e que eu não consigo mover sozinha. Lá envio SMS a um colega a pedir ajuda, depois a outro e depois a mais outro e ao fim de 30 min lá aparece o segundo cavalheiro do dia dia para ajudar a donzela em apuros. Resultado? Mota em cima do passeio.

Problema #2 resolvido. No entanto o principal subsistia e é neste momento que chega o terceiro cavalheiro e carrega no botão e.. A MOTA PEGA À PRIMEIRA. A serio, só eu.

E como eu gosto do provérbio do "és como o Narciso, quando chegas já não é preciso", chega o "Narciso", o primeiro colega a quem enviei SMS, que percebe de motas, que lá me explicou qual tinha sido o meu problema (que eu nem vou dizer qual foi). Mas como gosto sempre de pensar positivo tirei três coisas boas disto:

Coisa #1: Apesar da vergonha, pelo menos deixei o ego de alguém inchado para o resto do dia.
Coisa #2: Arranjei qualquer coisita para escrever no blog
Coisa #3: da próxima vez já sei o que fazer.

E ainda dizem que não há cavalheiros hoje em dia...

sábado, junho 25, 2011

A Mãe Responde - take 1



Apesar de o blog ter mudado de nome, não quer dizer que eu tenha deixado de ser "A Mãe" para algumas pessoas. Assim, e como isto também é serviço público, decidi começar uma nova crónica intitulada "A Mãe Responde" de forma a tirar dúvidas de algumas que vem parar a este blog através do Google.

Semanalmente responderei a 5 questões. Se tiverem dúvidas que desejam ver esclarecidas, mesmo as existenciais, é só deixarem qualquer coisinha nos comentários, que tentarei esclarecer brevemente.

"Aviões da ryanair velhos? "

R: Só impressão, são bem mais novos do que as latas velhas pintadas de fresco da TAP onde já viajei, ou as que eram da Portugalia Airlines.

"auto estrada Sevilha Portugal"

R: É grátis, são 150km até à fronteira, bem boa!

"Quanto é que custa meia dúzia de pasteis de Belém?"

R: 5,70€. Favor trazer uma caixa à Mãe com canela.

"Caspa preta"

R: Só existe quando o capacete se começa a degradar.

"Como estacionar em Sevilha"

Estacionar o carro do outro lado do rio à pala, depois da ponte do El Cachorro ou pagar 20€ por dia num parque pago, ou ter muita sorte e estacionar à pala no centro da cidade .

Para a semana há mais.

A Mãe

quinta-feira, junho 23, 2011

A segunda aula de surf



Correu bem pior que a primeira, acho que me vou dedicar ao BTT, humf.

Resposta do instrutor quando na primeira aula que disse que BTT era mais fácil: "pudera, toda a vida andaste de bicicleta". Mas acho que vou tentar mais uma vez, como me disse a minha mãe hoje "enquanto não ficares toda estatelada, não descansas".

quarta-feira, junho 22, 2011

Os conselhos da Mãe - Take 16



Rapazes,

Nunca olhem para uma peça de roupa nova de uma amiga vossa e digam:

- É da Mango não é? Compraste no fim-de-semana passado com 50% de desconto.

Já é mau o suficiente reconhecerem a marca, mas rebaixar a compra, arrasam com tudo, principalmente se a pessoa em causa comprou a dita cuja peça um dia antes sem os 50% de desconto :(

Ahhh, digam antes "essa [INSERIR_TIPO_PECA] fica-te bem"

domingo, junho 19, 2011

Eu já...

(tentei) fazer surf aqui:

quando a aula estava a acabar é que me estava a conseguir equilibrar em cima da prancha, mas a próxima vai correr melhor.

Apesar de não ter conseguido fazer nada de jeito... adorei!!!

sábado, junho 18, 2011

The Hangover - part II




Há pessoas que têm ressacas e que não se lembram da noite anterior, depois há as outras que adormecem no cinema e que no dia seguinte não se lembram do filme.

Bradley Cooper continua a vestir uma camisas uns tamanhos abaixo, o noivo do filme anterior continua sem aparecer, as piadas continuam a ser do mesmo género, as fotos no fim é a parte com mais piada, eu gostei tanto deste filme como do anterior.

Uma colega esta semana disse-me "se não gostaste do filme anterior, não vais gostar deste". Tinha razão.

Some guys just can't handle Vegas. Esta era a quote do filme anterior. Outras pessoas não conseguem ir ao cinema sem adormecer, cof cof...

quinta-feira, junho 16, 2011

A gravata



Gosto de ver homens de fato: calça bem vincadas, camisa super bem passada, sapato bicudo, com cinto ou sem cinto, com gravata ou sem gravata, com casaco ou sem casaco. Fica super elegante. Se foi coisa que gostei em Milão, foi a maneira como os italianos andavam sempre impec nas ruas.

Hoje passei por um almoço volante e presenciei uma coisa que borra a pintura do parágrafo anterior toda em 2s: estava um rapaz de fato a almoçar, com o prato na mão e com a gravata puxada para trás. O drama, o horror, a tragédia.

O conselho da mãe: fofinho, não sabes usar gravata, não uses, podes usar fato sem gravata, 'tá?

PS: peço desculpa se feri alguma susceptibilidade.

quarta-feira, junho 15, 2011

Pergunta do dia

Hoje reparei que, cada vez que recebo um mail a dizer:

P Please consider the environment before printing this tail note.


Fico sempre a pensar, mas porque raio é que eu havia de querer imprimir o teu e-mail?????

Descoberta do dia



Adoro cozinhar. É o meu momento Zen do dia. Adoro livros de receitas, experimentar coisas novas. Mas aqui que me dá mesmo mais pica é fazer sobremesas. Às vezes correm bem, outras nem por isso.

Mas uma coisa que nunca me correu muito bem foi fazer arroz. Simplesmente não tenho paciência. Há uns tempos uma amiga disse-me para comprar arroz vaporizado porque saía sempre bem, vai na volta decidi experimentar e verifiquei que ela tinha razão.

Vai começar a fazer parte da lista de compras :D

sexta-feira, junho 10, 2011

X-Men: First Class



Além do meu problema com sofás, que falei no post anterior, há outro: o chamado problema adormecer-nas-salas-de-cinema-antes-do-intervalo. X-Men: First Class não foi exceção.

Gostei de ver o Erik antes de ser Magneto, acho sempre piada à transformação da Mystique, a sua pele faz me lembrar castelos de cartas a caírem, foi engraçado ver as explicações, como o Professor ficou numa cadeira de rodas, como a Mystique passou para o lado do Magneto, de onde vem a casa onde os mutantes estudam, mas sobretudo o mais interessante do filme foi mesmo a história do Magneto.

Mas por outro lado tenho saudades do Cyclops, da Storm, da Rogue, do Wolverine, vá OK, eu admito mais do Cyclops.

Agora é esperar pelo próximo, que de certeza que vai aparecer mais um X-Men qualquer.

terça-feira, junho 07, 2011

Eu e os sofás



Tenho um problema com sofás, em geral, seja onde for, em minha casa, na casa de amigos, uma vez até numa loja de móveis e noutra ocasião num bar: não consigo lá aguentar muito tempo sem adormecer.

Nas últimas semanas arranjei um novo vício chamado Guerra dos Tronos, como já tinha referido estava indecisa se via a série ou se lia os livros. E li o primeiro livro e agora estou a terminar o segundo e ansiosa para ler os dois seguintes que estão na estante.

Mas entretanto decidi começar a ver a série. E o que aconteceu? Adormeci a ver o primeiro episódio, consegui ver o segundo sem adormecer e ontem consegui adormecer a ver o terceiro. E uma hora e meia depois, levantei-me do sofá e fui ler mais uns capítulos do livro, prova que se calhar o sono não era assim tanto, por isso o problema deve ser mesmo dos sofás em geral.

Humf.

domingo, junho 05, 2011

O mês de Maio




Analisando isto tenho a dizer que: foi uma queima de chuva, um mês de chuva, de muito trabalho e apesar de não ter ido muito ao ginásio, foi o mês de andar de bicicleta e fazer bem mais km do que aqueles que imaginava que algum dia iria fazer, acho que se está a tornar um vicio.

sábado, junho 04, 2011

Nova aquisição

Há quem colecione pacotes de açúcar, há quem colecione chávenas de café, há quem colecione latas, selos, imans no frigorífico (coisa que também gosto), entre outros.

Eu gosto de garrafas de água diferentes. Não faço coleção, não as tenho todas juntas numa prateleira, por vezes vão parar a reciclagem depois do calor do carro dar cabo delas, mas quando vejo uma "diferente" gosto de a trazer comigo para casa.

Se há marca que tem umas garrafas que me fazem babar é a Solan de Cabras, por vezes há quem me questione se o líquido que tenho dentro da garrafa é vodka, mas não, é água. E depois de já ter colecionado estas meninas:




Finalmente os senhores da Solan de Cabras criaram esta versão em plástico:



daqui

E hoje veio comigo para casa.

PS: Giro, giro é ter uma amiga que sabe desta minha mania e que quando viaja me traz uma garrafa de água :D

quinta-feira, junho 02, 2011

O menor de dois males

Como eu costumo dizer, o menor de dois males continua a ser um mal. Assim, como não gostava do template anterior, esta foi a coisinha melhor que se arranjou a seguir, humf.

quarta-feira, junho 01, 2011

Como encher o comício de um partido político



No Domingo, quando vinha de regresso da Figueira da Foz de comboio, pude presenciar um ato delicioso: a conversa das vizinhas dos assentos do lado.

Ao que parece, um partido politico iria ter um comício nessa noite e uma das vizinhas terá convidado a outra para ir e trazer amigos. E o que ela faz? Vai percorrendo a lista telefónica a perguntar aos amigos se queriam ir "comer e beber à pala hoje às oito e meia ao pé do estádio", só tinham duas premissas: o dress code (não poderiam levar roupa vermelha, nem laranja) e de vez em quando só tinham de gritar o nome do partido.

Foi engraçado ver a carruagem inteira com vontade de se rir à medida que os telefonemas iam sendo feitos, alguns praticamente eram desligados assim que "a vizinha" dizia o nome do partido.

Por isso, já sabem se um dia quiserem encher um pavilhão, é só dizerem que há comida e bebida à pala, pedirem aos amigos para trazerem os amigos.

E depois na TV os comícios parecem que estão cheios de gente, que vão votar no partido e que foram lá para ouvir o que os políticos tinham para dizer...