domingo, abril 10, 2011

Conclusões das Pinturas da Kris



Depois de há uns tempos ter comprado uma lata de spray prateada e de me sentir uma Kris Miró com a lata na mão, vai na volta, decidi pintar o fundo das estantes brancas que comprei no IKEA.... de vermelho. Aqui fica o relato da experiência:

- é sempre necessária uma segunda demão (é como o verniz das unhas);
- se não deixarmos secar a primeira demão, a tinta fica com bolhas de ar (tal como no verniz das unhas);
- a diferença dos pincéis caros para os baratos, nota-se na quantidade de "pêlo" que vão deixando cair;
- o diluente nunca é demais;
- é suposto deixar os pinceis de molho após a utilização, senão eles ficam, como se diz no Alentejo "duros que nem cornos";
- a diferença dos pincéis caros para os baratos, também se nota pelo tempo que demoram a recuperar do estado descrito no ponto anterior;
- quando se borra outra coisa que não era suposto pintar, é melhor ficar assim, tentar eliminar o problema, na maioria dos casos, só o irá agravar;
- o rolo de cozinha é o melhor amigo;
- usar uma máscara é uma opção muito boa e aconselhável para quem tem uma em casa;
- ao pintar com spray a probabilidade de sujar tudo à volta é muito próxima de 100;
- para quem está a começar, os pincéis baratos servem perfeitamente (há umas grande probablidade de ficarem em estado de não puderem voltar a ser utilizados).
- pintar com rolo deve ser uma coisa fantástica.

Conselho da Kris:

- Não perguntar à namorada/mulher/mãe/irmã/amiga/colega/qualquer coisa "aqueles riscos brancos é suposto ficarem mesmo assim", quando é óbvio que está mesmo mal pintado porque é coisa de rookie.

0 comentários: