segunda-feira, dezembro 27, 2010

Fair Game



"És a pessoa que eu conheço que mais adormece no cinema" foi o que me disseram hoje quando referi que ontem fui ao cinema e... adormeci novamente.

Esta deve ter sido a última vez que fui ao cinema em 2010, pena não estar grande coisa em exibição. O filme escolhido foi Fair Game e consegui adormecer antes do intervalo, o que vale é que a segunda parte lá foi melhorzinha... mesmo assim, mais valia ter ficado em casa.

Em 2011 existirão melhores.

Challenge Accepted



Hoje dei uma de Barney Stinson, o M. disse que tinha um amigo que passava o tempo a dizer que pagava um fino a quem conseguisse comer um bolo de arroz em 30 segundos e eu respondo:

"Challenge Accepted"

Condições:
- Ele compra o bolo de arroz e tem direito a filmar a tentativa;

Prémio:
- Eu ganho 2 finos* se conseguir o feito;
- Se eu perder pago 2 finos, um dos quais tem que ser bebido em 30 segundos com direito a vídeo.

Agora só falta marcar a data, hora e local :)

(*) aka Imperial, chope, etc...

domingo, dezembro 26, 2010

Dedicado às anfitriãs


Sasha Pivovarova por Mario Testino para Vogue UK - Dezembro 2007

Este post é dedicado a todas as pessoas que organizam as consoadas/almoços de Natal nas suas casas:

Vocês são as (os) MAIORES!!!!!

PS: Nunca pensei dizer isto, mas depois de 30.000 máquinas de lavar loiça, e ainda não ter tudo arrumado, só penso "ainda bem que o Natal acabou".

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Descoberta mais recente




Eu que nem gosto de filmes de zombies nem companhia, estou a adorar a série. "The Walking Dead" recomenda-se :)

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Um dia cheio de pequenos momentos

Momento #1: ir a caminho do Porto trocar para a Rádio Comercial e estar a dar a minha música de Natal preferida - The Pogues with Kirsty MacColl - Fairytale of New York

Momento #2: Ir pela primeira vez à Leroy Merlin, pedir uns candeeiros, e depois de os ter carregado, passados 7 corredores, a senhora dos candeeiros encontra-me e vem-me perguntar se não queria lâmpadas (como tótó que sou disse que não, chego a casa e descubro que não tenho).

Momento #3: ir a Häagen Dazs e a senhora oferecer-me o novo sabor para provar sem eu ter pedido (white chocolate com raspaberry, doce, doce, doce, voltei a escolher o Chocolate Midnight Cookies)

Momento #4: chegar ao Gaia Shopping depois de já ter corrido 3.000 sítios, o parque de estacionamento está "Completo" e estou só "a passar", quando uma senhora passa com um carrinho de compras e faz-me sinal para o sítio onde tem o carro dela (Muito Obrigada Senhora Desconhecida, raramente tenho sorte em estacionamentos).

Momento #5: chegar a casa, ir ao talho da esquina e o talhante enquanto corta a carne vai dando dicas & ideias de como a cozinhar (bem, se calhar o senhor achava que tinha cara de pita e que não sabia cozinhar, ele bem perguntou se eu era estudante...), neste momento fiquei a saber que há pessoas que "enfiam uma cenoura" (foi assim que o senhor disse) dentro do lombo de porco (foi só a mim que isto criou uma imagem estranha na mente???)

Momento #6: enviar um MMS a um amigo com a sugestão que ele me tinha dado implementada (espetadas de frango com ananás) e ele responde de volta e pergunta com o que tinha temperado a carne, e nesse momento lembrei-me que... nem sal tinha posto, lol.

O mau momento...

... chegar a casa e descobrir que um dos candeeiros que tinha comprado estava partido :( bahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh


PS: Notou-se que estava de mini-férias?

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Bolas de Berlim



Eu já.. fiz bolas de Berlim.

Certo dia eu e a T. pusemos na cabeça que um dia haveríamos de fazer bolas de Berlim, esse dia foi ontem. Esse foi o resultado 2/3h(?) na cozinha com um jogo de bilhar pelo meio.

Comentários: ficam boas, mas dá muitooooooooo trabalho (para não falar no cheiro a fritos).

Acho que boas mesmo, são na praia de Monte Gordo depois de dar um belo mergulho :)

domingo, dezembro 19, 2010

Dia para a História

E ontem ficará conhecido para a história como o dia em que ganhei 9.58€ Euromilhões (na realidade foi só metade, mas não interessa nada).

30 Seconds to Mars

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

O bilhete já estava comprado há muitos meses (isto é como quando se viaja e se pagou o voo e a estadia há mais tempo: custa menos), foi só ir com as amigas até ao Pavilhão Atlântico.

À chegada actuam os portugueses More Than a Thousand (fartam-se de repetir o nome algumas 3.000 vezes, não conhecia até à véspera do concerto, mas até gostei). Depois começa o vídeo do novo filme de Hurricane (versão sem censura aqui). Eu esperava pelo momento em que o pano preto se levantasse e mostrasse a banda atrás do pano... mas não. Foram 13 minutos de filme, e finalmente o pano sobe e a banda começa a tocar.

Momentos:

- a D. e a I. discutem sobre qual das duas vai trazer o Jared Leto para casa
- eu vejo o baterista (para mim ele dominou) e digo "eu fico com aquele"
- quando balões vermelhos surgem do "nada":



- quando o vocalista pede para desligarem as luzes e ligarem as luzes todas dos telemóveis, momento "céu estrelado" ou segundo a I. "viagem a Nossa Senhora de Fátima"



- quando Jared Leto coloca a bandeira de Portugal às costas e canta feito Super-Homem (eu desta parte não gostei :S)
- quando o público grita "Portugal! Portugal!"
- quando voam papelinhos pelo Pavilhão Atlântico



- quando o Shannon Leto toca com a taça de água
- quando o Jared toca Bad Romance da Lady Gaga só com a guitarra

Gostei, mas não foi o meu concerto preferido, o Jared podia ter cantado mais e falado menos. E isto relembra-me outro post: Brandon Querido disseste que iam voltar, estou à espera...



(as mãos são da rapariga da frente, mas gostei da foto)

Cereja no topo do bolo: ainda saímos a tempo de ir ao Vasco da Gama comprar cupcakes e melhor, melhor, quando voltámos para o carro e descobrimos que passadas 4h só tínhamos pago 4.50€ de estacionamento :D

quarta-feira, dezembro 15, 2010

Fraquinha, fraquinha...




Às vezes, há coisas sobre nós que era preferível não sabermos. Uma pessoa vai a uma sessão de 2h de fotodepilação, onde passa mais de metade do tempo a gritar, mas a pensar "de certeza que há pessoas que gritam mais" (e a médica diz que ainda não disse asneiras, por isso ainda não atingi o limite) e no fim das duas horas descobre o que? Dá-se uma espreitadela na ficha e no meio do blábláblá todo diz a letras maísculas a vermelho:

"POUCA RESISTÊNCIA À DOR"

Eu?? Eu que gosto de me armar em forte, que tenho um 1.58m e que consigo fazer 30 flexões seguidas, humf.

Vou ali chorar um bocadinho e já venho, tá?

Jantar no Dona Especiaria

E como Chef disse no fim da refeição "façam publicidade se gostaram e se não gostaram falem na mesma" cá fica o review.

Há uns tempos tinha ouvido falar do Dona Especiaria e fiquei curiosa com o conceito. Ontem foi dia de ir experimentar o restaurante.

A localização é numa antiga tasquinha, quem passa na rua quase não dá pelo restaurante, não tem letreiro, a porta está fechada, só lá vai quem conhece.

Menu não existe, come-se o que o chef tiver decidido cozinhar naquele dia. Primeiro veio um cházinho de tília para "despertar os sabores", seguiu-se a fruta, depois a entrada (foi a minha parte preferida): pãozinho acabado de sair do forno recheado com bróculos, cogumelos e manteiga de alho, acompanhado com requeijão. Segue-se a sopa (quem não come sopa, não tem direito a mais nada, estamos em casa do chef é para comermos a sopa), neste caso foi sopa de abóbora, creme de castanhas, nabo e couves (cheirava bem como tudo), como meninas bem comportadas tivemos direito ao segundo: bacalhau com batata frita, nabo e muita cebola, acompanhado de um ovo estrelado "sabe sempre bem um ovo estrelado com bacalhau", disse o chef, eu confirmo.

O prato de carne foi arroz malandro, com grelos, enchidos e borrego (confesso que não sendo fã de grelos, comi tudo). E depois? Depois veio a cereja no topo do bolo: tarte de requeijão com castanhas e mousse de chocolate feita no forno com requeijão e nozes.

Tudo isto vai sendo "regado" com espumante a refeição toda. E o melhor de tudo? O chef a cada prato diz os ingredientes que levou e como fez as coisas.

Pequeno pormenor, sentámos-nos às 21h30 e às 00h45 estávamos a sair do restaurante, muita conversa, foi giro apreciar e saborear tudo, tal como deve ser uma refeição à séria.

E eu? Eu vou tentar imitar a mousse. A repetir :)

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Coisas de criança

Há pessoas que têm o poder de nos animar, principalmente quando sabem que estamos numa daquelas semanas em que parece que tudo mau acontece, nessas alturas têm aquelas ideias fantásticas que nos colocam um sorriso na cara e que nos fazem sentir como crianças.

Há uns dias uma amiga dizia que era muito melhor quando estávamos no secundário, era muito mais fácil resolver os problemas, ou então quando tínhamos 6 anos e o nosso maior problema era este:




Mas às vezes, sabe bem voltar a ter 6 anos, principalmente quando para nos animar uma amiga diz: "e se fossemos vestidas de igual ao jantar?"

E fomos às compras, encontrámos uns vestidinhos giros, arrasámos e só foi pena estar frio e termos de vestir os casacos às vezes.

Ahhhhh, Sabe bem voltar a ter 6 anos (mas só de vez em quando).

domingo, dezembro 12, 2010

Pergunta do dia



Vai haver muita gente por esse Portugal fora que não vai precisar de comprar açúcar nos próximos 10 anos, não vai?

Isto sim, parece uma corrida aos pãezinhos quentes.

TODO List para o Natal




TODO List para o Natal:
- montar a árvore de Natal
- fazer trufas
- fazer azevias (vou ganhar coragem este ano)
- pintar imitação de azevinho com spray prateado

sábado, dezembro 11, 2010

Frase do dia - #17

A S. para mim: "Só nós as duas para estarmos Sexta-feira à noite ao telefone a discutir a roupa que está no site da Mango".

[E cada uma em sua casa em frente ao portátil, lol.]

sexta-feira, dezembro 10, 2010

O amigo com tomates - parte II

Esqueci-me de referir outras coisas importantes, como evitar o amigo de fazer figuras, dizendo que:
- tem feijão preto nos dentes;
- o fecho das calças está aberto;
- necessita de se assoar urgentemente.

PS: e quando eu digo o ponto 2 em vez de agradecerem, costumo levar com um "para onde é que estavas a olhar?"

quarta-feira, dezembro 08, 2010

O amigo com tomates




Ontem estava a falar com uma amiga e verifiquei como é engraçado termos amigos que são completamente diferentes uns dos outros. O que me relembrou um tipo de amigo muito importante: o amigo com tomates. Aquele que tem coragem de nos dizer na cara o que pensa da nossa roupa.

Que já parece mal andarmos com as nossas sapatilhas de estimação, principalmente para ir trabalhar, o amigo que nos diz que o nosso casaco de Inverno preferido está cheio de borboto (neste caso esse amigo costuma ser a minha mãe, obrigada!), o amigo que nos diz que estamos com demasiada pele à mostra, o que diz que o decote é muito grande, que a mini saia é muito curta e o amigo que nos diz que as calças de ganga precisam de ser urgentemente de reforma, porque estão literalmente cheias de buracos.

Eu costumo ser esse amigo, às vezes sei que sou muito mázinha, mas se fosse eu também gostava que me avisassem, mas agora coloco a questão ONDE É QUE ANDA ESSE MEU AMIGO HEIN???? Reparei agora que os meus pares de calças de ganga preferidos estão mesmo, mesmo, mesmo rotos e ninguém me disse nada!!!!!!!

Mas que pouca vergonha é esta?

Um momento à Kris

E porque não sou só eu a dar barracas giro-giro é quando estamos a almoçar e um ex-coleguinha diz "depois quando for no jantar de natal..."

E eu: "errrrr, eu já não trabalho na tua empresa".

Rimo-nos todos e o autor da barraca diz logo "foi um momento à Kris!"

Acho que tenho de registar o termo :)

domingo, dezembro 05, 2010

Nunca pensei...

... enviar um SMS às 4h30 da manhã, a dizer:

"Já tinha saudades de chegar a casa a cheirar a tabaco".

Não é pelo cheio, detesto, detesto chegar a casa a tresandar a tabaco, mas é pelo sinal que isto significa: que sai à noite e já há muito tempo que não saía (ir beber um copo e voltar logo para casa, não conta).

E como uma vez numa semana não foi suficiente, esta semana ainda contou com mais uma ida ao NB na Sexta-feira. Claro, que com o défice de sono que isto tudo proporciona, termina comigo no Sábado a dormir no sofá em casa dos amigos a jogar Buzz (sim, literalmente conseguia adormecer entre as perguntas, que vergonha!).

O que vale é que hoje foi dia de fazer algo que há muito que não acontecia: uma tarde de sofá a ver séries.

Ai que amanhã vai custar tantoooooooooo. O que vale é que temos mais uma semana de 4 dias.

sexta-feira, dezembro 03, 2010

Os conselhos da Mãe - Take 13



Se alguma vez forem consultar os movimentos de conta e virem algo como "Operação de Baixo valor" principalmente a seguir a uma transferência, não liguem logo a correr para o banco, é provável que tenha sido uma portagem na auto-estrada.

É o que dá pagar sempre na auto-estrada com dinheiro...

Ainda bem que a barraca foi com a senhora que atendeu o telefone e que eu não conheço de lado nenhum...