quinta-feira, agosto 26, 2010

O Sermão

Tínhamos 17 anos, fomos de viagem de finalistas para LLoret del mar (como mais uns quantos milhares de tugas já foram), certa noite uma amiga decide ficar na disco com um tipo que não conhecíamos de lado nenhum. Quando a noite acabou fui para o hotel, preocupada, a amiga chega às 7h da manhã, depois de bater durante 30 minutos à porta eu acordei, abrir a porta e... dei-lhe "O Sermão".

Já não me lembro quando tempo durou, nem o que disse, mas terminou com um dedo apontado a dizer "e agora vais dormir que não quero falar mais sobre isto".

Ela enfiou a cabeça nos ombros muito envergonhada e foi dormir... e não voltámos a falar mais sobre isto... até ontem.

Rimo-nos durante não sei quanto tempo, vieram-me as lágrimas aos olhos. "Parecias a minha mãe" disse ela.

E também é por estas coisas que me chamam Mãe...


PS: Escusado será dizer que fiquei contentíssima quando abrir a porta e vi que ela tinha chegado sã e salva.

3 comentários:

ishia disse...

Mas mereceu, não mereceu? ;)

Kris disse...

lol e pelos vistos, resultou :)

Teles disse...

Mas levou com ele a badalhoca?