domingo, fevereiro 28, 2010

Às vezes é bom ser rapariga



O que fazer quando uma amiga diz que está com saudades de ir à discoteca? Propõe-se ir experimentar o novo bar da moda em Coimbra: o Duplex (situado no antigo English Bar).

E quando à entrada há grupos só de rapazes à nossa frente e o nosso tem mais raparigas do que rapazes o que acontece? Passamos à frente. Acho que foi a primeira vez que tal coisa me aconteceu, geralmente costumava ser ao contrário e ter de ficar à porta com os amigos, mas hoje estávamos em maioria e passámos à frente (sabe tão bem ser rapariga nestas alturas :D ). Outra coisa boa, é sairmos e olharmos em redor e constatarmos que somos das pessoas mais novas (isto é comprovado por encontrar lá dentro gente conhecida, que é de facto mais velha do que eu).

No interior havia música dos anos 70, 80, 90, aquelas que quando não se sabe a letra do princípio ao fim, pelo menos canta-se o refrão e nesses momentos é ver o pessoal a puxar todo das cordas vocais.

Gostei do ambiente, infelizmente o facto de ser o bar da moda, é sinónimo de estar à pinha, e com a chuva que estava, não era muito agradável estar ao frio, a esplanada é bastante grande e deve ser um sitio bem porreiro para sair no Verão.

A repetir! (*)

(*)A única coisa que não deve ser de repetir, foi a coca cola bebida ao jantar: são 4h da manhã e não tenho sono, coloquei um filme seca sem legendas enquanto liguei o portátil a ver se dava para embalar e não é que o leitor de DVD encravou aos 5 min de filme e eu estou com demasiada preguiça para o ir reiniciar? Espero que o livro que tenho na cabeceira há uns meses continue a cumprir com a sua função e dê para adormecer em 10 segundos.

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Operação Óscares 2010 - parte II

A data da cerimónia dos Óscares aproxima-se e digamos que não tenho tido muito tempo livre para ver filmes, esta é a lista actual:

A Single Man
An Education
Avatar
Coraline
Crazy Heart
District 9
Harry Potter and the Half-Blood Prince
Inglourious Basterds
Invictus
Julie & Julia
Nine
Precious
Sherlock Holmes
The Blind Side
The Hurt Locker
The Imaginarium of Doctor Parnassus
The Last Station
The Lovely Bones
Up
Up in the Air

Ou seja, faltam 9 filmes para ver em 10 dias, o que poderia ser razoável não fosse eu estar na neve uns quantos dias (espero eu que não consiga vê-los por causa disso), mas sendo realista, se conseguir ver mais 3 filmes vou-me dar por contente :)

Porque gosto tanto de ir ao cinema


Sempre gostei de ir ao cinema, habituei-me desde pequena a ir com os meus pais, lembro-me de uma dessas vezes em que calhou irmos ver as "Danças com Lobos", eu devia ter 9 ou 10 anos. Não gostei do início do filme e decidi dormir (deve ter sido a primeira vez que adormeci no cinema), a meio do filme acordo e com medo que a minha mãe se fosse esquecer de mim agarrei-me à carteira dela, pois achei que não se ia esquecer de tal objecto. O filme foi no antigo Avenida e não existiam intervalos, acordei à 1h da manhã com os meus pais a perguntarem se queria ir para casa ou ficar ali. Dizem que é um grande filme, não sei nunca o voltei a ver.

Só saí duas vezes a meio de um filme, das duas vezes tinha entradas grátis e os filmes eram tão bons, mas tão bons que achámos melhor não ver o resto, para o caso de não ficarmos mais "marabilhados" ainda.

No entanto, apesar das experiências menos boas, adoro ir ao cinema e ocupar assim as noites de Domingo, e fico com pena quando não há nada de jeito no cinema. Mas não é só de ver o filme que gosto:

- Gosto de ver os trailers e marcar os filmes que tenho de ver no futuro - lembro-me há uns anos atrás quando tinha tempo de sacar teasers e trailers e de os ver e rever em casa;

- Gosto de ver os anúncios giros que nos fazem sorrir, sempre gostei de publicidade e desde que deixei de ver televisão, uma coisa que senti falta foi de ver um bom anúncio, mas há sempre um bom anúncio da Super Bock no cinema, com uma boa banda sonora e que às vezes não tem nada a ver com a cerveja mas tem a ver com coisas super normais do dia-a-dia de cada um, mas no final termina sempre com o grupo de amigos reunido e acompanhado da bela Super Bock;

- Gosto de ver o filme no ecrã enorme;

- Gosto de não poder estar a fazer mais nada durante aquele tempo e de não ser interrompida durante o filme;

- Gosto de ir buscar um gelado à Olá no intervalo e comer durante a segunda parte;

- Gosto de sair do filme quando as lojas do centro comercial já estão fechadas e ver tudo sossegado;

- Gosto de ver filmes a 3D.

Recordo-me certo dia em que discutíamos se íamos ver a estreia do Avatar a 3D ou não e um colega responde "a 3D, a 2D vejo nos torrent em casa". E é por isso que ir ao cinema deve ser uma experiência diferente de ver um filme em casa, mas infelizmente há sempre o reverso da medalha:

- Quando ficam pessoas atrás de mim a fazer barulho, não é a conversa,r é mesmo a fazer barulho (algo muito comum nos Domingos à noite no Fórum Coimbra, sabe-se lá porquê)

- O preço dos bilhetes, não sei porque não colocam já os bilhetes a 10€ cada um, sei que o cinema dá pouco lucro a um centro comercial e que só lá está porque isso leva as pessoas ao centro comercial, mas se continuam assim hão-de ter muita gente...

- Senhores da Lusomundo: já trocavam aquela publicidade para as pessoas se calarem, há anos que é o mesmo boneco na mesma nave voadora.

Este Domingo a escolha deve recair em Shutter Island e para a semana há a tão aguardada estreia de "Alice no País das Maravilhas" (e acabei mesmo agora de me aperceber que não posso ir ver, pois a viagem à neve foi adiada para a próxima Quinta-feira, humf, vou ter de aguardar mais uns dias), acompanhada de gelado ou não, é por isto tudo que adoro ir ao cinema.

quarta-feira, fevereiro 24, 2010

An Education



"Sometimes education isn't always in a book", por vezes as coisas são aprendidas da maneira mais difícil mas nunca é tarde para reparar um erro. Esta é a lição que o filme nos dá.

Adorei o filme, do principio ao fim. Apesar de não ter nada a ver com o meu tipo de filmes preferidos e de não saber nada sobre o filme surpreendeu-me pela positiva desde dos primeiros segundos, não há efeitos especiais, não dá para ficar colado à cadeira, mas dá para apreciar as interpretações, os cenários, a banda sonora mas no final de contas o filme vale sobretudo pela lição que transmite. Adorei :)

The quote: "If you never do anything, you never become anyone. "
The scene: Quando o pai de Jenny a tenta confortar à porta do quarto com uma chávena de chá na mão, as bolachas e o discurso que quer dizer "sinto muito".

Nota que dei no IMDB: 9/10

terça-feira, fevereiro 23, 2010

The Wolfman



Qual a pior coisa que pode acontecer quando se vai ver um filme de terror (ou neste caso de horror)?

Exacto, adormecer a meio, é que quando se têm pesadelos durante a noite ainda é sinal que o filme lá marcou de alguma forma, mas acordar com o barulho das pessoas a levantarem-se durante o intervalo é sinal que o filme está a ser fraquinho, por muito cansado que se esteja.

E fico-me por aqui, espero que aquilo no final não tenha sido a porta aberta para a sequela (sim, não sei como, mas lá me consegui aguentar com os olhos abertos durante a segunda parte).

sábado, fevereiro 20, 2010

As raparigas de informática são umas sortudas... ou não



Estava um colega meu a comentar que as raparigas de informática são umas sortudas e que os rapazes não tem sorte nenhuma, pois as raparigas são poucas: primeiro na faculdade depois nas empresas. Serve o presente post para provar que não temos sorte em tudo (só na maioria das coisas).

Estava eu na 4a-feira à hora de almoço a descrever como tinha sido o Carnaval (festa que há 10 atrás não achava piada nenhuma mas que agora gosto bastante) quando chego à parte em que fomos para o Clube de Rugby, onde estava um grupo de rapazes (provavelmente da equipa) mascarados com saia às pregas vermelha, gravata a condizer, meias brancas até ao joelho, camisa branca e peruca loira, quando dois deles decidem subir para as colunas e começar a fazer strip e a dançar (também tinham soutiens a condizer), a parte em que eu acho que eles eram da equipa é porque ninguém os tirou das colunas e os ombros largos eram acompanhados de 6-packs sem uma graminha de gordura. Portanto estava eu a descrever isto quando um colega meu diz muito sério:

- "Mas qual é a piada disso?"

Olho à volta vejo-me sentada numa mesa onde sou a única rapariga e calo-me, realmente para eles não tinha piada nenhuma, e pergunto eu com quem é que uma pessoa vai comentar estas coisas? Não posso estar à espera do fim-de-semana para contar tudo às amigas. E depois ainda dizem que somos umas sortudas...

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

E afinal a reunião era ontem



Sempre gostei de ir às reuniões de condóminos, este ano quando recebi a convocatória fiquei novamente zangada por a reunião voltar a ser a uma Sexta à noite. Lá acabei por jantar à pressa, vestir o casaco, agarrar num banquinho e descer até ao Hall.

Quando lá chego deparo-me com a luz desligada e o hall vazio, volto para trás, vou buscar a convocatória e digo em voz alta "dia 18, é hoje!", quando a minha irmã me responde:

"Hoje é dia 19".

Pronto, e depois fiquei zangada por ter faltado à reunião e perdido o acontecimento do ano no prédio!

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

A Barbie Geek

Uma coisa que adoro quando vou às compras é ir a secção dos brinquedos no El Corte Inglès: divirto-me a olhar para as novas quintas dos Pinipons (que no meu tempo eram mais gordinhos e não usavam maquilhagem), para os Legos cor de rosa (porque raio não havia dessas coisas há 20 anos atrás?), para os Legos para maiores de 18 anos do Star Wars cheios de peças para fazer uma réplica do Millenium Falcon (era tão giro ter um sobrinho um dia ,tão geek como eu, para lhe comprar uma coisa destas), para as Barbies de colecção comemorativas dos 50 anos da Barbie, enfim, acho que às vezes era capaz de lá passar a tarde toda (ok, pronto, dispenso as secções do Noddy, do Pocoyo e da Hello kitty), mas acaba por ser mais divertido do que ver filmes de comédia.

Mas giro, giro foi quando hoje descobri uma coisa fantástica da Matel: Barbie Engenheira Informática! Sim, há Barbies geeks! E é "tão Kris"! Só é pena não ser morena, humf.


domingo, fevereiro 14, 2010

Sábado dia de compras


Se há coisa que adoro é quando Sábado é sinónimo de dia de compras* (isso e ir ao ginásio à tarde, então quando dá para vir do Porto a correr e juntar as duas coisas e depois jantar com o Hugo e ir beber um copo com os amigos à noite, é mesmo um dia em cheio), desta vez obrigaram-me a ir a Lisboa, o percurso já estava traçado:

- Avenida da Liberdade,
- Chiado (H&M e Zara que dizem que são as melhores fui lá comprovar isso, a H&M é verdade, mesmo assim não comprei lá nada)
- Galerias do chiado (com paragem obrigatória para o Iced Café Moka da praxe na Starbucks)
- Gardenia
- Bairro alto


Para terminar o dia, nada como ir até ao El Corte Ingles ver se ainda havia qualquer coisinha de jeito para a neve, por isto entendia-se uma máscara-tamanho-de-criança-de-cores-pouco-berrantes.

Isto era o que estava previsto, e o que aconteceu na prática? Não tivemos tempo de ir ao Bairro, as máscaras para a neve custavam 150€ no Corte Ingles e lá ficaram na estante, pelo facto de ter de acordar às 7h, quando foi às 17h já estava partida e fui apanhar o comboio (quando lá cheguei só havia bilhetes em primeira classe no Intercidades e lá tive de pagar mais 4.5€ para voltar para casa), não voltei carregada de compras, de facto a única coisa que comprei foi uma máscara para o Carnaval, mas o resto foi cumprido.

Foi um dia em grande, para repetir! Depois coloco as fotos que tirei à turista com o telemóvel.

(*)Para desmistificar o "ir às compras", para o caso de haver por aí mais pessoas que estejam enganadas como estavam os meus colegas, "ir às compras" não é sinónimo de comprar coisas, é uma desculpa para passear com as amigas (em vez de estarmos a beber uma cerveja e comer uns amendoins numa esplanada qualquer), colocar a conversa em dia, dizer piadas, enfim é uma óptima terapia e como li há uns tempos até é saudável, em média uma mulher anda 4 km cada vez que vai às compras e queima cerca de 385 calorias.

quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Mais um item adicionado à lista dos "Eu já"s



Há uns dias os meus colegas descobriram as minhas listas dos "Eu nunca" e dos "Eu já" e desde então andam-se a esforçar bastante para que eu risque itens da lista dos "Nuncas", curiosamente descobri que devia era fazer uma lista dos sítios onde "já adormeci," pois esta semana adicionei mais outro local à dita cuja:

"Eu já adormeci num spa"

Depois da biblioteca, da loja de móveis, da missa (quando tinha 4 anos), do cinema e do concerto do Quim Barreiros na minha última queima quando estava de directa, desta vez foi num spa, diz a Délinha que eu devo ser capaz de adormecer em cima de uma pedra, confesso que nunca experimentei, mas neste caso ninguém manda a senhora deixar ali uma pessoa a descansar, pronto foi mais forte que eu... sonhei e tudo.

De qualquer forma foi uma prenda de natal fantástica que ofereci a mim mesma, porque sabe bem dar mimos aos outros, mas também sabe quando nos mimamos a nós próprios :)

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Os conselhos da Mãe - Take 4



segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Invictus



I am the master of my fate; I am the captain of my soul.

O poema de William E. Henley dá nome ao filme que retrata os acontecimentos decorridos durante o campeonato de mundo de Rugby em África do Sul em 1995.

Gosto de Rugby mas não percebo muito sobre este desporto mas o filme não é sobre isso, é sobre paixão, amor à camisola, amor à pátria e sobretudo sobre liderança.

Apesar de o meu tipo de filmes preferidos serem filmes de acção, às vezes sabe bem ver um filme que não nos faz rir: que nos faz sorrir, que nos deixa a sentir bem e que quase puxa a lágrima de alegria.

"Invictus" é um filme de como o desporto pode unir um povo (a comparação com o Euro2004 é inevitável, pena nós termos perdido na final) e acima de tudo duas raças que se odiaram durante tanto tempo.

Pode não ser um filme grandioso de Clint Eastwood mas é um filme sobre um grande homem, que nos deixa a pensar como alguém é capaz de viver durante 30 anos numa cela minúscula e ainda ser capaz de perdoar a todos os que lhe fizeram mal.

The quote: é mesmo preciso dizer qual é?
The scene: quando a equipa vai jogar rugby com os miúdos: é felicidade em estado puro.
Nota que dei no IMDB: 8/10

PS: E já só faltam 13 filmes para ver até à cerimónia dos Óscares. Jó: escusado será dizer que vais ter de me dar mais uma lições sobre rubgy.

domingo, fevereiro 07, 2010

Baba do dia - take 32

Qual Cronaldo para a Armani, qual quê, este olhar maroto não é muito mais sexy?




Ou este aqui:



Se há coisa que sempre gostei foi de uma "boa" campanha publicitária :)

PS: Pena que o rapaz no último filme da saga do Twilight só ter falado durante o quê? 10 segundos?

sábado, fevereiro 06, 2010

Parece que isto é um "Blog de Qualidade"


... foi a Kelle que disse, não fui eu. Obrigada pelo selo, fica aqui a resposta ao desafio.

Questão 1: Tens medo de quê?
Cães, gatos, piriquitos, enfim qualquer coisa que mexa e que tenha patas, garras ou dentes. Para me verem em pânico basta colocarem-me perto de um cão (independentemente do tamanho), a nível emocional passa por ter receio de perder as pessoas que me são mais próximas.

Questão 2: Tens algum guilty pleasure?
Adoro sentar-me ao fim do dia em frente à TV, enquanto como uma bola de gelado e vejo uma série daquelas que não obriga a pensar muito.

Questão 3: Farias alguma loucura por amor/amizade?
Claro, que sim! Essa questão nem se coloca.

Questão 4: Qual o teu maior sonho? Responder paz, amor e felicidade é trapacear;)
Agora que já respondi a tudo, voltei a esta pergunta, luto para concretizar tudo o que quero, sou uma sonhadora nata, por isso a resposta terá de passar por algo inconcretizável, como fundar uma ONG ou então ver o Benfica a ser campeão Europeu, isso é que era!

Questão 5: Nos momentos de tristeza/abatimento, isolas-te ou preferes colo?
Prefiro descarregar na desgraçada da pessoa que tem o azar de me encontrar a seguir.

Questão 6: Entre uma pessoa extrovertida e uma introvertida, qual seria a escolha abstracta?
Extrovertida, definitivamente.

Questão 7: Sentes-te bem na vida, ou há insatisfação além do desejável?
Como diria a Délinha eu tenho tudo o que quero, motivo pelo qual ainda não consegui responder à pergunta 4...

Questão 8: Consideras-te mais crítico ou ponderado? Sabendo, contudo, que existem críticas ponderadas.
Digo o que penso, às vezes sou um pouco dura e insensível mas digo a verdade, metem-me entre a espada e parede quando me pedem a opinião (e estão à espera de uma opinião positiva) sobre algo que não gosto (por exemplo uns sapatos novos) e como não sei mentir sai um "errrrr..." e troco de assunto.

Questão 9: Julgas-te impulsivo, de fazer filmes, paciente...? Define-te, de uma forma geral.
"Espera com paciência, ataca com rapidez" Provérbio Chinês. Sigo este lema.

Questão 10: Consegues desejar mal a alguém e, normalmente, concretizar? Sê sincero.
É coisa que não consigo fazer, nem quando um jogador do Benfica troca para o maior rival (recordei-me agora de certo dia uma amiga dizer que o Cristiano Rodriguez podia partir as duas pernas...).

Questão 11: Contens-te publicamente em manifestações de afecto (abraçar, beijar, rir alto...)?
Não tenho problemas nenhuns com isso, aliás as minhas gargalhadas devem comprovar :)

Questão 12: Qual o teu lado mais acentuado? Orgulho ou teimosia?
Não vai dar ao mesmo?

Questão 13: Casamentos homossexuais e direito à adopção?
Sempre fui extremamente open minded e liberal, isso responde à pergunta?

Questão 14: O que te faz continuar o blogue?
Gosto de escrever, é um vício. Gosto de partilhar, as alegrias por um lado e os erros por outro para que mais ninguém os repita.

Questão 15: O número de visitas e comentários influencia o teu blogue?
No fim de contas acabo por escrever para mim, mas um comentário alegra a alma, as visitas incentivam-nos a escrever mais: é sempre bom saber que há alguém a ler as coisas parvas que escrevo.

Questão 16: Na tua blogosfera pessoal e ideal, como seria?
As pessoas não desapareciam da fase da Blogosfera depois de seguirmos e quase vivermos com elas todos os dias.

Questão 17: Deviam haver encontros de bloguistas? Caso sim, em que moldes? Caso não, porquê?
Sem encontros tem mais piada, pois tentarmos imaginar quem está por detrás do blog.

Questão 18: Sabes brincar contigo e rir com quem brinca contigo? Sem ironias.
Uma vez li que os Alentejanos eram um povo tão avançado que se ria das suas próprias anedotas... Sou Alentejana :)

Questão 19: Quais são os teus maiores defeitos?
Sou péssima a receber recados, passado 3 minutos já não me lembro o que era suposto fazer para pessoa, sou muito distraída nesse aspecto. A par com isso está o perfeccionismo em determinadas situações, nomeadamente quando organizo alguma coisa, stresso quando não me respondem aos convites, quando algo não corre como espero, entre outras coisas.

Questão 20: Em que aspectos te elogiam e/ou achas ter potencialidades e mesmo orgulho nisso?
Acho que o facto de ma chamarem "Mãe" responde à pergunta.

Questão 21: Entre uma televisão, um computador e um telemóvel, o que escolherias?
O computador. Não vejo TV, raramente atendo o telemóvel quando me ligam, mas o computador é o computador, não fosse eu uma rapariga de informática:)

Questão 22: Elogias ou guardas para ti?
"A sopa não se diz só quando não presta, também se diz quando está boa" já dizia uma tia minha, sigo o conselho.

Questão 23: Tens humildade suficiente para te desculpar, sem ser indirectamente?
Não tenho problemas nenhuns em pedir desculpa quando me engano ou faço algo sem querer e não consigo perceber porque algumas pessoas têm esse problema.

Questão 24: Consideras-te, de grosso modo, uma pessoa sensível ou pragmática?
Sensível nem por isso, mas pragmática acho que sim.

Questão 25: Perdoas com facilidade?
Desculpar, desculpo, agora se é algo para perdão, vai ficar a remoer...

Questão 26: Qual o teu maior pesadelo ou o que mais te preocupa?
"Lord of the Ring: The TwoTowers":

Eowyn: I fear neither death nor pain.
Aragorn: What do you fear, my lady?
Eowyn: A cage.

Nunca me esqueci deste diálogo. Transporto a "cage" para o sentido alegórico de por exemplo ficar trancada dentro do próprio corpo, consciente ou não.

Como devo passar o desafio e a Kelle já o passou a quase toda a gente, deixo para a Délinha.


sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Operação Óscares 2010



Sempre adorei ver a noite dos Óscares, desde a red carpet, à entrega dos primeiros óscares, passando pela interpretação das músicas, ao momento seca em que adormeço todos os anos, até às entregas finais.

Sempre gostei quando ainda estudava e calhava na altura das férias e podia ficar a manhã toda a dormir, ou então quando gravava a cerimónia em VHS e no dia seguinte não ouvia noticias para poder ver a gravação quando voltasse da escolinha (se bem que a minha mãe às vezes estragava tudo e contava-me logo de manhã).

Quando comecei a trabalhar passei a dormir poucas horas e ir trabalhar com umas olheiras até ao umbigo e todos os anos dizia "para o ano marco férias nesse dia".

Pois, o ano chegou. 2010 é o ano. E como a Mary vou fazer a operação Óscares 2010, aqui fica a lista com os respectivos filmes que seleccionei e que quero ver (a riscado os que já vi)

A Single Man
An Education
Avatar
Coraline
Crazy Heart
District 9
Harry Potter and the Half-Blood Prince
Inglourious Basterds
Invictus
Julie & Julia
Nine
Precious
Sherlock Holmes
The Blind Side
The Hurt Locker
The Imaginarium of Doctor Parnassus
The Last Station
The Lovely Bones
Up
Up in the Air

Ou seja, basicamente, 14 filmes para ver em 4 semanas. É melhor por começar a ir ao cinema já este Domingo...

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Fim-de-semana de Ski

O fim-de-semana na neve já estava previsto, mas devido ou facto de uma semana antes dar mais para fazer BTT do que esquiar, acabou por ficar meio tremido, até que...

Quinta-feira de manhã:

Os colegas: "Olha há neve! Vamos?"
Eu: "Podemos marcar depois de almoço?"

Eu, que marco tudo quanto é viagem com antecedência e programado ao milímetro, vejo-me com um número de telefone à frente para fazer a reserva das dormidas (eu que faço sempre tudo pela Internet) para dois dias depois (hoje contínuo sem saber o nome do sítio e acho que se tivesse de lá ir ter já não me lembrava muito bem do caminho).

Sexta-feira à noite:

22h30 - Sport zone - comprar roupa para a neve para o namorado (não sei como o convenci a ir).
22h45 - Jumbo - tinha prometido que levava tarte de maçã e lá fui comprar os ingredientes

Depois foi chegar a casa, fazer a tarte (nota futura: não voltar a substituir leite condensado cozido por leite condensado tradicional, porque a tarte passa a sobremesa líquida), fazer as malas enquanto a tarte estava no forno (na receita dizia que eram 20 minutos e depois acabaram por ser 60).

Sábado:

5h30 - despertador toca. Pensamento: "já??? Mas acabei de me deitar!"
6h30 - Lá arrancamos em direcção a Bèjar.
11h?? - chegamos à estância o carro tem de ficar "longe como tudo", arranjar lugar para estacionar foi bastante complicado. Nevou há pouco tempo, está tudo branquinho e o frio ainda se faz sentir (eu que achava que ia esquiar de t-shirt e casaco como na vez anterior, afinal enganei-me...)



12h30 - a estância está cheia, temos que dar o nome e esperar que nos chamem para que possamos entrar apenas no turno da tarde (soubemos depois que nesse dia só lá estiveram 6.000 pessoas).


Entretanto a Kris calça pela primeira vez as botas que comprou no ano passado mas que ficaram no armário, pois foi para África do Sul nessa altura, confesso que foi uma tarefa bastante difícil e que cheguei a pensar se alguma vez iria conseguir passar os pés pelo cano das botas.



13h30 - conseguimos finalmente entrar, as pistas estavam cheias de gente mas cobertas com neve fofinha:



Tarefa seguinte: tentar ensinar o Hugo a esquiar, tenho a dizer que foi muito difícil mas pelos intervalos lá deu para me ir espalhando e esquiando de vez em quando:



Depois de ter deixado o Hugo nas pistas verdes lá consegui ter tempo para ir descer pelo menos uma vez uma vermelha, na recta final do percurso quando a pista estava quase a fechar e eu era a penúltima pessoa, caio, não sou capaz de voltar a colocar os skis nos pés e opto pela via mais fácil: descer a pista a pé.

Pois! Quando estava eu cansada, desesperada, a carregar os skis, sozinha numa pista montes de larga, ouço um tipo a gritar que vinha a fazer snowboard e ele numa pista larga vai bater em quem? Exacto, na única pessoa que lá estava, sofri uma senhora placagem, mas como tenho uns colegas bué da fixes, o Chico já foi ter comigo a pé e ajudou-me a carregar os skis até cá abaixo. Ai, ai as figuras que a Kris faz, ainda bem que desta parte não houve vídeos.

18h30 - chegar ao hotel e comer a "tarte" de maçã, parece que desapareceu apesar do estado meio líquido.

À noite - foi altura de ir comer tapas e beber cañas, muito fixe!


Domingo:

7h30 - despertador toca. Já não foi tão difícil acordar como no dia anterior.

8h20 - chegamos à estância, o carro do Miguel bate um novo record: -4ºC. Parecia que tinha nevado na noite anterior.



Durante a manhã: deu para ir novamente até às pistas lá em cima, tenho a dizer que o Filipe lá me foi aturando nas pistas azuis (raio do resto da malta que é tudo prós!)

Claro que com uma temperatura daquelas, eu andava de tshirt, sweat, casaco, capuz, gorro e ainda comprei mais uma cena daquelas tipo cachecol, andava linda não andava? O que vale é que na neve é ao contrário da praia: andamos todos gordos, cansados, com frio, transpirados, enfim, ninguém tem um ar chique.



15h30 - última vez que subi nas cadeiras, estava tanto nevoeiro que nem se viam as pistas, então a malta decidiu vir tudo para as pistas verdes deixar abaixo o pessoal que se gabou de não ter caído o dia todo. Aqui está a prova como o Rafael e o Miguel caíram ao chão:



"Ahhhhh"



16h15 - O Chico e o Pandré conseguiram fazer em 10 minutos o que não consegui fazer em mais de 1 dia: arrastaram o Hugo e acho que o converteram ao snowboard.



17h00 - tempo de regressar a casa.

22h00 - O Hugo faz-me uma surpresa e de recordação tinha-me trazido uma coisa que sempre achei piada nos filmes (podem dizer que é parolo) mas que quando fui à Suiça no ano passado não tive coragem de comprar:

Em suma, como me disseram há dois anos atrás no ginásio "parece que esquiar é daquelas coisas que nunca se esquece", confirmo, uma pessoa não esquece, deve ser como andar de bicicleta, continua a ser fácil, só tenho de perder o medo de andar mais depressa.

E faltam 21 dias para voltarmos a Bèjar novamente :)

quarta-feira, fevereiro 03, 2010

Piada Geek do dia

Estava eu a mostrar um flyer com colchões e a queixar-me de que o que gostava mais, era o mais caro, quando um colega meu aponta para este e diz:



"Porque é que não compras antes este? É feito em BASIC!" (*)


E pronto, é por isso que uma pessoa depois também manda piadas geeks e secas ao pé dos amigos não geeks e tem de ouvir coisas como "tu és uma pessoa muito estranha", somos uns incompreendidos é o que é.

(*) linguagem de programação.