quarta-feira, setembro 30, 2009

8 Características


Bem, já que a me "obrigou" a dizer 8 características minhas, aqui vai:

1) Sou directa (como me disse um dia um dos meus filhotes "what you see is what you get")
2) Sou teimosa
3) Sou competitiva (nunca joguem comigo monopólio e muito menos à Sueca)
4) Sou persistente (só um adjectivo para a número 2)
5) Sou liberal
6) Sou amiga
7) Sou brincalhona (não me levem demasiado a sério)

E a minha preferida:

8) Sou "organizadora" (adoro planear coisas e organizar coisas para os outros: dá muito trabalho, mas não sei porquê adoro!)

E já agora passo o testemunho:
Kelle
Patxocas

Twilights à escolha do freguês

A saga de Twilight continua, e ontem saíram posters para todos os gostos.

Os Cullens:

Os lobisomens:

Os Volturi:


Voto no último, se no primeiro está tudo com cara de quem nunca viu sol na vida, e se no segundo parece que foram todos para o jet bronze, pelo menos no último Dakota de smoky eyes e olho vermelho está com um tom de pele que lhe assenta melhor e quase que parece uma menina inocente, que não tortura ninguém com a mente nem nada.

Power Jump mix 21


Lembro-me a primeira vez que tive aulas sobre como fazer uma apresentação em que o Professor nos ensinou que tínhamos de terminar sempre com "chave de ouro", caso o que dissessemos pelo meio da apresentação não conseguisse cativar a audiência (e agora assim do nada lembrei-me da pergunta do Princepezinho "o que é cativar?") se terminassemos com "chave de ouro" as pessoas saíam satisfeitas e não teria parecido tempo perdido.

Esperei por voltar a fazer a coreografia novamente antes de escrever a review, dado que apesar de ser a minha modalidade preferida, o lançamento foi o que gostei menos.

Começando pela primeira faixa: o aquecimento é normal, nada muito puxado, mas é sempre engraçado ter uma música em que toda a gente sabe o refrão, a seguir entra a música dos Killers mesmo a matar, e apesar de já estar um pouco farta da música, este novo mix tem uma batida interessante e muito bem coordenada com a corrida, o que fica engraçado, pena é não dar tanto para cantar como imaginava.

O Hip Hop é o meu movimento preferido e este mix tem bastantes, não só na faixa 3 mas também noutras. Segue-se Linkin Park, é daquelas bandas que não imaginava ouvir (e muito menos no Jump) mas a faixa é engraçada, pena é ser um pico que nunca dá para descansar. Quando à faixa que dá normalmente para relaxar (a 5) ainda bem que os instrutores já a tiraram porque na minha opinião, nem é divertida, nem dá para relaxar.

Depois começam os "picos" e nas faixas 6 e 7 é mesmo para fazer disparar as pulsações, penso que só mesmo na última faixa é que há "tesouras" e "chinelos".

Apesar de não ter gostado da nova release das primeiras vezes que fiz, à terceira fiquei fã: começa bem, é divertida, e sem dúvida alguma que o melhor da coreografia é a música final, pois a música da Beyoncé termina a coreografia com "chave de ouro"!

E vocês o que acharam? Comentem :)


Músicas do Power Jump mix 21:

1)Walking In Memphis (Radio Mix) - Master Blaster
2)Human (Sample Rippers Radio Edit) - The Killers
3)Dress You Up
4)Numb (Handz Up Edit) - Linkin Park
5)To the Beat
6)Just Dance - Lady Gaga
7)King of the Hill / Listen
8)I Hate This Part - The Pussycat Dolls
9)Halo- Beyoncé

terça-feira, setembro 29, 2009

Baba do dia - take 21



Hoje a "baba do dia" é a prenda de anos atrasada para a Délinha. Não tenho uma foto de Javi Garcia a roçar-se na relva da Catedral, nem um anuncio publicitário em tronco nu ,por isso estas têm de servir.

Euem diria que ele ainda conseguia ficar melhor do que com o equipamento do Benfica? É verdade, é verdade, foi-se o Quique, veio outro (ficamos à espera para o ver de casaco preto e cachecol).

Com um sorriso destes quem é que consegue dizer mal dos Espanhóis, hein?

domingo, setembro 27, 2009

Praia no Outono


Terá sido o último dia de Praia do ano?

District 9


Ontem cometi uma "loucura de Kris": fui ao cinema sem saber o que ia ver, foi chegar lá e optar por exclusão de partes, eu que gosto de planear tudo com antecedência.

Comentários do filme:

Esquisito, esquisito, esquisito, esquisito, ahhh diria mesmo mais: muito esquisito!

Vá lá uma pessoa deixar os filhos escolher o filme... (estou a brincar).

O filme de Peter Jackson, que mais se poderia chamar o "Senhor dos Gafanhotos "(como disse o Hugo) ainda poderá voltar para o resto da saga, não sei é se será "As Duas Naves" ou "O Regresso do Gafanhoto Mor".

Pelo menos desta vez os ET's não foram parar a NY, nem a Washington, nem eram verdes e com olhos grandes.

Nota? Acho que ainda não consigo pensar nessa parte, apesar da grande interpretação da personagem principal e da caracterização dos ET's, o filme é mesmo esquisito.

Os conselhos da Mãe - Take 1

Nunca façam Power Jump e Bpdy Combat depois de comerem rodízio: a picanha, o coupim, o ananás, o feijão preto, etc. etc, pulam a cada pulo que vocês dão e é uma luta desigual.


PS: depois de uma sardinhada também não convém...

sexta-feira, setembro 25, 2009

Esclarecimento calórico

Serve este post para esclarecer uma coisa que poderá ser mal interpretada: eu não sou obcecada com dietas ou calorias ou muito menos com o ginásio. Posso falar (ou escrever) disso de vez em quando porque no fundo, no fundo preocupo-me. Mas na prática:

- raramente me peso
- só há pouco tempo tive balança (antigamente só me pesava quando ia a casa dos papás e mesmo assim acho que era só uma vez por ano)
- o máximo que pesei foram 48 kg
- peso o mesmo que há 12 anos atrás
- gosto muito de mim como sou

melhor de todas:
- vou ao ginásio acima de tudo porque me divirto (motivo pelo qual passo as aulas a sorrir e a cantar), um dia estava à espera que a aula começasse e uma rapariga olha para mim e diz "se eu fosse assim, não vinha ao ginásio, que seca" (definitamente não penso assim...)

Em suma:

Como disse a Sofia Aparício "como tudo o que quero, mas não como de tudo".

quarta-feira, setembro 23, 2009

CTTs #Fail

Se isto fosse um tweet teria "#fail" no fim, como não é fica pelo título do post:

Um postal enviado de Monte Gordo demorou uma semana a chegar a Coimbra. Uma semana! E depois admiram-se de perderem clientes, realmente como diz a minha mãe "foi por prestarem um mau serviço que tiveram de começa a vender batatas nas estações de correios". Acho que devem estar mais lentos no que nos anos 50.

Bahhhhhhh!

Baba do dia - take 20

Depois de mais de um mês sem novidades nesta rubrica, eis que hoje volta em grande. Ora, regressa uma pessoa do almoço, entra na empresa e dizem-nos assim "olha está uma trufa para ti no frigorífico". Queeeeeeeê? Penso logo nas trufas da "Martin&Thomas", vinda directamente de Leiria, não me comecei a babar mas quase, mas deixei-a para o lanche e com o pensamento que ia ao ginásio queimar as calorias todas da trufa.

Quando a hora de lanche chegou, estava eu a comer e a saborear, muito quietinha e sossegadinha (e curiosamente estava sozinha na cozinha) quando entra um dos filhotes, repara em tal acto calórico, aproxima-se devagar e diz muito sério "quem és tu e o que é que fizeste com a Kris?".

Já não pode uma pessoa cometer uma loucura de vez em quando!

A caixinha por fora era assim:

E a trufa?
Fantástica! Daquelas coisas que se pode perfeitamente partilhar a dois e namorar entre as garfadas.

E mais uma vez penso: mas porque é que Coimbra não tem um sítio destes? Mas agora fez-se luz! É para o bem da balança e do orçamento!

É tão bom receber mimos destes, principalmente quando menos estamos à espera.

Body Combat Mix 41

Hoje o lançamento da nova coreografia do Body Combat bem que podia ter ido parar à "Baba do Dia", mais um vez a organização do Phive esteve em grande (não, não ganho pela publicidade), a decoração da sala estava espectacular e apesar das 32 pessoas dentro da sala com pouco espaço para darmos pontapés à vontade foi o melhor lançamento de combat a que assiste (depois do último onde apanhei um escaldão se calhar não era assim tão dificil, mas são pormenores).

O mix começa com Dragostea Din Tei, uma música que ninguém conhece, não é? (E que me faz lembrar o anúncio da Moviflor aqui há uns anos), apesar de não ter muito a ver com as corepgrafias de aquecimento, para além de ser divertida e dá para cantar o tempo todo, de seguida no aquecimento de pernas, começam logo os back kicks (isso é que vai ser trablhar os glúteos) e parece que este é dos aquecimentos mais compridos de sempre.

Na segunda música um novo kick é introduzido, o push kick, e na quarta (uma das partes mais puxadas) volta o evasive side kick (sou só eu ou isto é a parte mais dificil de fazer, mesmo que se comece devagar? Alguém tem um "e-sidekick para tótós"?), a versão do "Enter Sandman" dos Metallica adapata-se perfeitamente e ajudar a puxar.

A quinta música que costuma ser para descontrair e ser divertida, desta vez confesso que não achei assim muita piada (deve ser a primeira a "desaparecer" para os instrutores conseguirem dar uma aula em 60 min). Em "Let Me Entertain You", volta a sequência front kick - knee, back kick- knee que havia no mix 34 ao som de Shut "Up And Drive".

Quanto ao Muay Thai está fraquinho, aguenta-se muito bem e não tem movimentos dificeis, para compensar a última música puxa bastante pelo cardio.

Seguem-se os abdominais em som de um dos hits do momento, "Right Round", com movimentos que não acho muita piada, mexer panelas em aulas de Body Combat não tem piada nenhuma, e poucas flexões (eu a preparar-me psicologicamente para umas 500 e afinal são umas 10, já não fazia flexões há uns tempos e pensei que ia fraquejar, mas aguentam-se bem se colocar os joelhos no chão).

Para terminar: a cereja no topo do bolo! Com "Halo" dá para descontrair, relaxar, cantar e fazer os katas (que é a parte que eu não acho piada) com cara séria.

Claro que isto tudo ainda sabe melhor quando arrastamos uma amiga connosco e temos companhia :)

Em resumo, acho que para quem está a começar o mix é acessível mesmo com os evasive side kicks (também só tira o pé do chão quem quer), dá para treinar mais o abdominal nas primeiras músivas, e apesar tudo é divertido: "get a great butt while having fun", é só o que me lembro!

E vocês o que acharam?

Body Combat mix 41:

1a: Dragostea Din Tei (DJ Ross Radio Mix) – O-Zone
1b: My Life Would Suck Without You – Kelly Clarkson
02: Music Is Pumpin – Radical Rhythm
03: Slow & Steady Rush – Random Attack
4a: Enter Sandman – Spock
4b: Boom – P.O.D.
05: Ballroom Blitz – Dave & The Extras
06: Let Me Entertain You – Bodytronixx
07: Desolation Row – Krakaw Kreativ Kollektiv
08: What Do You Want From Me (squad-e remix) – Cascada
09: Right Round – Flo Rida Feat. Ke$ha
10: Halo – Beyonce

domingo, setembro 20, 2009

E esta semana há...


Open week no Phive! Terça-feira é dia de lançamento do mix 41 de Body Combat e na quarta de Power Jump.

As tracklists são:

Power jump mix 21:

1)Walking In Memphis (Radio Mix)
2)Human (Sample Rippers Radio Edit)
3)Dress You Up
4)Numb (Handz Up Edit)
5)To the Beat
6)Just Dance
7)King of the Hill / Listen
8)I Hate This Part
9)Halo

Body Combat mix 41:

1a: Dragostea Din Tei (DJ Ross Radio Mix) – O-Zone
1b: My Life Would Suck Without You – Kelly Clarkson
02: Music Is Pumpin – Radical Rhythm
03: Slow & Steady Rush – Random Attack
4a: Enter Sandman – Spock
4b: Boom – P.O.D.
05: Ballroom Blitz – Dave & The Extras
06: Let Me Entertain You – Bodytronixx
07: Desolation Row – Krakaw Kreativ Kollektiv
08: What Do You Want From Me (squad-e remix) – Cascada
09: Right Round – Flo Rida Feat. Ke$ha
10: Halo – Beyonce

A música da Beyonce acho que se encaixa perfeitamente numa música de relaxamento, mas escusavam de as estar a repetir. O combat com tanta música aposto que vão retirar algumas nas aulas seguintes. Depois conto como foi.

sábado, setembro 19, 2009

The Taking of Pelham 1 2 3


Acho interessante quando um filme dos faz ver outras realidades, como por exemplo a quantidade de pessoas que às vezes trabalha por detrás de um serviço para manter a segurança dos outros, sem nós nos apercebemos, neste caso para que 2 metros não colidam.

Tirando isso, gostei das cenas em que vão mostrando o mapa de NY e indicam onde estão e onde é o objectivo final (para quem não conhece NY dizerem-me que estão na rua 49 ou na 33 é a mesma coisa).

Não achei o filme nada de especial, a acção não é assim tanta, poucas piadas, enfim, daqueles filmes para ver uma vez e se daqui a uns anos falar do filme, já nem me lembro do nome. E para "não cereja no topo do não bolo", não gostei do fim.

The quote: errrrrr o filme não é assim tão bom....
The scene: está no trailer, a forma como a mulher de Garber o faz prometer sobreviver e regressar a casa depois de ir comprar leite.
Nota que dei no IMDB: 6/10 (se houvesse meia nota tinha sido 5.5)

Para a semana outro melhor virá.

quinta-feira, setembro 17, 2009

Viagem a Sevilha

Como no ano passado deixámos alguns locais por visitar em Sevilha, este ano fomos novamente uns dias até lá (só não houve ida à Isla Mágica).

A viagem de Monte Gordo a Sevilha são 150 Km de auto-estrada grátis (onde ainda se abastece o depósito por menos 25 cêntimos por litro do que em Portugal). Estacionar em Sevilha é um caos, (sem pagar claro), no dia em que chegámos só por umas horas pagámos 10€ em estacionamento, depois conseguimos deixar o carro do outro lado da ponte do El Cachorro, onde há um parque grande, claro que tem um "parquímetro com a barba por fazer", e no final o carro estava cheio de pó e de prendinhas de pássaros, mas ficou muito mais barato).

Começámos pelo Real Alcázar, o palácio real de origem mourisca que começou a ser construído no século XIV, foi a partir daqui que a Rainha Isabel I enviou os navegadores para explorarem o novo mundo uns anos mais tarde.

Foi o que mais gostei de visitar em Sevilha, fez-me lembrar um pouco Alhambra, com a diferença que gostei achei este muito mais interessante para visitar e que não é necessário comprar entradas com meses de antecedência (e entrada é gratuita para estudantes










Um tecto destes ficava mesmo giro na minha sala:


Vai um banho?



Umas das partes que mais gostei do palácio foram os jardins, dão para nos perdermos durante horas, e como acaba por se formar um micro clima: a temperatura por lá é fantástica e permite-nos ganhar energias para visitar o resto da cidade.



Isto porque às 20:40:



Ainda estavam 36ºC:



No dia seguinte, fomos até ao Museu de Bellas Artes. A entrada é gratuita para cidadãos da UE, e aqui podemos (re)descobrir Murillo, se no Prado é Velasquez e Goya que dominam as portas de entrada, aqui é o pintor andaluz:



Se fosse em Amesterdão eram bicicletas, se fosse em Portugal eram carros, aqui são motas e são muitas (e ao fundo pode-se ver a Giralda):



O principal monumento de Sevilha, a Catedral, ficou para o dia seguinte. A Esperança está logo representada na entrada (e outra réplica encontra-se no topo da Giralda):




Dentro da catedral, que é só apenas a maior catedral gótica do mundo pode-se ver o mausoléu de Cristóvão Colombo:



Seguiu-se a subida dos 34 andares até ao topo da torre da Giralda (que se vê de qualquer ponto da cidade):



Sobem-se relativamente bem, dado que tem rampas em vez de escadas, e a paisagem lá de cima é absolutamente fantástica:



Uma piscina destas no meu sótão aposto que ficava muito bem:



Sevilha by night:



Ao final da tarde, deu para ir até à calle Sierpes e Velasquez para fazer compras, o que também incluíram: Barcadi Mojito (finalmente consegui encontrar à venda), e o livro "La Sombra del Viento" de Carlos Ruiz Záfon (que havia edição de capa dura a 28€, mas como eu devo ter cara de forreta, avisaram-me logo que havia a edição de capa mole a 14.5€, muito mais barato do que em Portugal).

À noite (quando ainda devem estar 30º) beber um copo na zona dos bares em Triana, junto ao Rio e dar mais umas voltitas a pé, é bastante agradável:



Apesar do calor conseguimos sobreviver!Para quem cresceu no Alentejo já me tinha esquecido o que é o calor. Realmente os Espanhóis precisam mesmo de dormir la siesta porque depois de almoço ninguém consegue andar na rua. Sevilha é realmente das cidades mais espanholas de Espanha, o calor, as touradas, tudo se vive à volta disso, com uma influência árabe bastante grande em alguns edifícios, o que torna a cidade única e fantástica.

No último dia ainda acabámos por ver o estádio do Sevilha por fora:



Mesmo ao lado do centro comercial mais publicitado lá da zona, o Nervión Plaza, cujas lojas estão fechadas ao Domingo (e que é muito mais pequeno do que os nossos por cá):



Na viagem de volta é fantástico quando se vê esta placa:




Ainda ficou por visitar a praça de tourose o jardins Maria Luísa, como diz a mamã Micas, "têm que se deixar sempre qualquer coisa por ver, para depois voltarmos".

Adorei! Para o ano Isla Mágica para matar saudades?

Monte Gordo rocks!

Como já tinha dito, Monte Gordo este ano esteve espectacular: água quente, bom tempo, pouca gente e lugares para se estacionar o carro quando se vem dos poucos passeios para os quais temos de o tirar do sítio.

A minha altura preferida para estar na praia é ao fim do dia, até se pôr o sol (infelizmente em Setembro já não dá para estar na praia até às 21h), adoro esses momentos (claro que comer bolas de Berlim de manhã depois de vir da água também sabe bem), mas o fim da tarde é o fim da tarde, o crepúsculo.

Como se pode ver: praia vazia, quase...



Jogar às cartas com este cenário já faz parte da tradição deste há muitos anos (pena é o Hugo ganhar quase sempre com o seu anti-jogo):


Entretanto fui gastar uma das aventuras que tinha ganho como prenda de Natal. O local escolhido foi o Braveland, perto de Portimão. O percurso incluía tiro com arco, escalada, paralelas, slide e mais umas quantas coisas cujos cabos de aço me fizeram arrancar pele dos braços, mas foi divertido (para mim , que o desgraçado do Hugo estava debaixo de 35º a tirar fotos:





Na segunda ronda de setas, o alvo ficou assim (acho que descobri um talento escondido):



A parte preferida foi o slide, pena é durar tão pouco tempo que só dá para ter fotos antes da prova:


Ainda chegámos a ir ao Algarve Shopping, em vez da tradicional voltinha ao Fórum Algarve, mas acho que não compensa os Km a mais (e ainda choveu e tudo):



No último dia, foi dia da festa e o cenário também foi engraçado:


E o último dia de praia, já estou com saudades:

terça-feira, setembro 15, 2009

Para rever mais umas quantas vezes


Sei que hoje não se escreve de outra coisa, mas tinha que ser, de manhã soube da notícia da morte de Patrick Swayze quando ouvi o Pedro Ribeiro nas "músicas para sonhar" a passar a música final do filme, "I've Had The Time Of My Life".

Já em Agosto aquando do aniversário do actor, tinham passado "She's like the wind" e nesse dia lembro-me o que o Pedro Ribeiro disse, que não era um grande filme. Concordo. Mas ficou na memória de muita gente, não marcou uma geração, mas é engraçado a quantidade de pessoas que também viu o filme repetidamente.

Nunca tive jeito para dançar (gosto mesmo é de desafinar) mas vi o filme vezes sem conta. Ainda ali tenho o VHS gravado directamente da RTP no tempo em que o logotipo era um C1 e que as legendas se colocavam a amarelo. Andava na primária e volta e meia eu e uma amiga minha, com quem partilhava as aventuras todas, andávamos a imitar a coreografia, também me recordo de a Ana ter o filme dobrado em Espanhol, o que serviu perfeitamente até voltar a dar na RTP para eu poder gravar.

Há poucos anos voltei a vê-lo com umas amigas e continuei a gostar do filme, agora acho que está na altura de mais uma girls night para o revermos novamente, há uns tempos falaram de um remake, fico à espera.

O filme não encaixa nada nos meus tipos de filmes preferidos, mas tem uma coisa a que dou muita importância: uma banda sonora excelente. Acho que está na altura de ir procurá-la, mas com as tecnologias de hoje, já vai para o iPod.

Não sei explicar mas tem magia. E Patrick Swayze não só espalhou como vai continuar a espalhar muita magia.

Acabaram-se as férias


"Não há ninguém que precise mais de férias do que quem acabou de as tirar", lembro-me desta frase cada vez que venho de férias e não tiro "férias das férias". Agora é tempo de voltar a arrumar a tralha toda (ainda só arrumei metade), por os feeds em dia (já só faltam 100), o ginásio em dia (duas aulas hoje para abater o kilinho ganho à custa das bolas de Berlim na praia), ir àqueles sítios da cidade picar o ponto.

Tive sorte com o tempo, a última vez que tinha ido de férias em Setembro, foi no ano em que nasci, geralmente vou em Agosto, e posso dizer que tive muita sorte: bom tempo, água quentinha e sobretudo pouca gente, pode-se andar à vontade na rua e há lugares para estacionar o carro.

Deu para:
- dar uns quantos mergulhos
- comer bolas de Berlim com creme (pecado por inteiro, nada de coisas sem creme)
- apreciar o pôr-do-sol na praia
- bronzear (aquilo que o factor 60 deixa)
- ver a primeira season de Supernatural
- ver Boston Legal (não percebo como uma série destas terminou)
- ver os dois primeiros "The Godfather" (grande falha minha).

Pelo meio ficaram uns quantos livros por ler, (e ainda comprei mais um em Espanha), novamente a ruindade decidiu vir ao cimo e voltei a ficar cheia de borbulhas (ao contrário daquelas pessoas que vão para a praia e ficam com a pele lisinha, eu venho de lá parece que comi chocolate durante 2 semanas).

Para o ano há mais, e esta semana há fotos.