terça-feira, junho 30, 2009

Manifesto Anti-Dantas

Hoje a Kelle tweetou que precisava de um ano de férias para conseguir ler os livros que estava a acumular, ia responder mas precisava que o tweet tivesse o dobro dos caracteres, adoro comprar livros no entanto a pilha de livros por ler vai sempre aumentado, (chegou a tal ponto em que já nem entro na Bertrand não me vá entusiasmar, ou então na FNAC só espreito mesmo a secção de arte).

Quando li o tweet lembrei-me de uma frase do Almada Negreiros que aprecio bastante sobre o mesmo facto:

"Entrei numa livraria. Pus-me a contar os livros que há para ler e os anos que terei de vida. Não chegam, não duro nem para metade da livraria. Deve haver certamente outras maneira de se salvar uma pessoa, senão estarei perdido."

Entretanto cada vez que me lembro deste grande senhor da literatura Portuguesa, acabo por não resistir e lembrar-me de outra coisa grandiosa que ele escreveu, o "Manifesto Anti Dantas", escrito em 1915, para a revista Orpheu, que é como diz na Wikipedia "um panfleto satírico (...) cujo alvo era Júlio Dantas e, como diz o texto, todos os Dantas que houver por aí.(...) a sua novidade, o seu arrojo, a sua ousadia tanto na produção literária como na pictórica, (...). causou escândalo junto de uma burguesia lisboeta conservadora em questões de arte".

Como o texto é longo deixo aqui as minhas partes preferidas:

Basta pum basta!!! (...)

Morra o Dantas, morra! Pim! (...)

O Dantas é um cigano!

O Dantas é meio cigano!

O Dantas saberá gramática, saberá sintaxe, saberá medicina, saberá fazer ceias pra cardeais, saberá tudo menos escrever que é a única coisa que ele faz!

O Dantas pesca tanto de poesia que até faz sonetos com ligas de duquesas!(...)

O Dantas veste-se mal!

O Dantas usa ceroulas de malha! (...)

O Dantas é Dantas!

O Dantas é Júlio! (...)

Não é preciso disfarçar-se pra se ser salteador, basta escrever como o Dantas! (...)

Morra o Dantas, morra! Pim!

O Dantas nasceu para provar que nem todos os que escrevem sabem escrever! (...)

O Dantas nu é horroroso!

O Dantas cheira mal da boca!

Morra o Dantas, morra! Pim!

O Dantas é o escárnio da consciência!

Se o Dantas é português eu quero ser espanhol!

O Dantas é a vergonha da intelectualidade portuguesa! (...)


Quem quiser ler tudo pode espreitar e ouvir aqui. Como diria o meu professor de estratégia "simplesmente delicioso".

Adorei o programa de Português B do 11º ano, mas isto foi uma das coisas que nunca me esqueci e que me fazem sempre soltar a gargalhada, dizer estas coisas em pleno inicio do século XIX não devia ser nada fácil.

3 comentários:

Kelle disse...

Essa frase de Almada Negreiros é simplesmente espectacular! Sinto-me como ele, gosto tanto de ler e tempo para isso é mentira! Comprar 2 livros por mês também não ajuda... Um dia escrevo um post com todos os livros que tenho em lista de espera :)

-sakana- disse...

Só tu para me pores a ouvir anti-dantas de manhã! LOL

Oscar disse...

Não conhecia essa frase, mas é brutal, e eu junto-me ao clube: por a leitura em dia, ou quando me sair o euromilhoes ou quando me reformar... (o que pelo andar do país, deve lá para quando tiver 80 anos, lol...)