domingo, junho 28, 2009

E terminou o curso de Espanhol...

Graffiti dedicado a Frida Kahlo em Los Angeles. Fonte: Wikimedia

Na passada Quinta-feira foi a última aula do curso de Espanhol. Neste último dia, tivemos que apresentar os trabalhos finais, para tema poderíamos escolher algo relacionado com a cultura espanhola ou américo-latina. Sendo eu uma grande apreciadora de pintura, a minha escolha recaiu na pintora mexicana Frida Kahlo, da qual destaco a seguinte frase: "Sufrí dos graves accidentes en mi vida….Uno en el cual un tranvía me arrolló y el segundo fue Diego". O primeiro acidente deixou-a inválida fisicamente, ao longo de toda a sua vida, Frida foi sujeita a mais de 30 operações cirurgicas, Diego Rivera, pintor muralista mexicano, acabaria por deixá-la inválida emocionalmente, depois de dois casamentos, muitos amores e desamores.

No seu último quadro Frida coloca a inscrição "Viva la vida", que seria tema do último album dos Coldplay, segundo palavras do próprio Chris Martin “She went through a lot of shit, of course, and then she started a big painting in her house that said 'Viva la Vida', I just loved the boldness of it.” Apesar de todo o sufrimento 8 dias antes da sua morte, quando a sua saúde já se tinha deteriorado bastante e Frida tinha de tomar morfina constantemente, ainda consegue colocar uma frase destas num quadro, é de uma grande Mulher. Ahco que não podia ter escolhido melhor tema.

Voltando ao trabalho, quando a professora disse que tínhamos que apresentar o trabalho, pensei eu que teríamos que fazer apresentação em powerpoint, e foi o que fiz, com os principais quadros da pintora onde poderia ir fazendo o paralelo com a sua vida. No final de contas era só mesmo para falar, acabei por apresentar o trabalho directamente do ecrã do portátil. Será que foi geek da minha parte assumir que uma apresentação terá de ser acompanhada de suporte digital? Mas continuando...

Acho que a apresentação até correu mais ou menos, mesmo não tendo datashow e tirando a parte que sabia que tinha material para 10 min e só podia falar 5. Lá acabei por falar durante 11, e depois quando pensei nisso "foge, estive 11 minutos a falar em Espanhol para a turma toda?" acho que até nem correu assim muito mal.

Depois de um ano inteiro com as terças e as quintas ocupadas, já estava a começar a precisar de férias de espanhol, no entanto acho que quando saí da International House, fiquei com saudades, apesar do trabalho que dá, gosto de ter aulas, de aprender coisas novas e até do stress dos exames e das apresentações (sim, eu sei que sou uma personagem estranha). Agora é tempo de começar a pensar no próximo curso.

0 comentários: