quarta-feira, março 05, 2008

A minha primeira ida à neve

Depois de percorrer todas as casas de desporto existentes em Coimbra e concelhos limitrofes, para comprar roupinha quentinha para esquiar, depois de encher a malta que já esquia há mais anos de perguntas e depois de dizer não sei quantas vezes "vou para a leve", lá fui eu :)

Fui até Bejár com os coleguinhas da WIT e numa palavra posso resumir a experiência:

BRUTAL!

Eu sei que já disse isto não-sei-quantas-vezes mas adorei esquiar, nunca pensei que fosse não fixe.

Esquiar é mesmo uma questão de confiança e confesso que alguma vezes ela foi-se a baixo e eu sentava-me tirava os esquis e achava que já não conseguia levantar-me dali, o que me valeu foi a paciência da Sónia e do Johny que lá me foram aturando o tempo todo :) de resto é muito fácil para quem sabe andar de patins em linha, só que a sensação é 1000 vezes melhor :D (de referir que no primeiro dia à tarde já esquiava nas pistas vermelhas)

Antes que perguntem:
- Total de quedas: 8 (se bem que 4 delas atirei-me para o chão)

E ficam os momentos para mais tarde recordar (como não tirei muitas fotos, tive de colocar as fotos de alguns colegas, mas mantive os créditos)...

As pistas (sim eu sei que a neve era pouca) by André Teixeira:





A primeira vez que colocámos os skis (custava um cadito levantar, by João Costa)



As telecadeiras onde por engano andei sozinha da primeira vez e perdi as vertigens (by Fábio)



Eu:




Eu outra vez:



E mais eu:



Para acabarmos as noites, descobrimos uma bebida (eu pelo menos não conhecia) chamada Orujos (embora houvesse quem lhe chamasse "mijo de burro") que é feita de ervas (garantiu o sr. do restaurante que não levava marijuana) e do belo bagaço da uva:



(Cortesia do João Costa novamente)

0 comentários: